Comunidade da Vila Luizão ganha hospital

- Atualizada em 27/03/2022 às 15h29

A comunidade da Vila Luizão e os 16 bairros adjacentes não precisam mais se deslocar de sua residência para lugares distantes em busca de atendimento médico de urgência e emergência.

Foi entregue o Hospital Estadual – localizado na rua São Paulo, da Vila Luizão – totalmente reformado e equipado.

A obra custou R$ 1,5 milhão e vai beneficiar mais de 200 mil pessoas.

“A falta de atendimento médico de qualidade era um dos grandes problemas enfrentados pela população dessa região.

O governador José Reinaldo Tavares ficou sensibilizado com o problema e agora estamos disponibilizando um hospital totalmente equipado e com pessoal capacitado para atender em todas as áreas”, enfatizou o gerente de Qualidade de Vida, Abdon Murad, durante a inauguração.

O novo hospital tem 70 leitos e oferece atendimento 24 horas nas áreas de clínica geral, pediatria, cirurgia, ortopedia, ginecologia e obstetrícia.

“Ele está apto a atender não só a população da Vila Luizão, como dos bairros Sol e Mar, Brisa Mar, Vila Litorânea, Divinéia, Santa Rosa, Vila Alonso, Bom Jardim, Vila Jair, Pirâmide, Miritiua, Araçagi, Olho d´Água, Habitacional Turu, Vila São José, além do município da Raposa”, informou o diretor do hospital, Elpídio Lima Neto.

Atendimento domiciliar – O Hospital da Vila Luizão está implantando uma nova fase no serviço de saúde pública: o atendimento domiciliar.

Ele será disponibilizado aos pacientes que obtiverem alta médica e, ainda assim, necessitem de cuidados especiais.

“Muitas vezes o paciente é submetido a determinadas cirurgias ou tratamentos e não precisa, necessariamente, ficar internado. Neste caso, ele terá um atendimento domiciliar, feito por profissionais especializados”, exemplificou Abdon Murad.

Ele adiantou que este atendimento será oferecido, inicialmente, nos hospitais de São Luís, Imperatriz e Timon.

“A idéia é implantar este serviço em todos os hospitais estaduais, o que vai contribuir para diminuir o número de infecções hospitalares”. Para receber os chamados, os hospitais terão centrais telefônicas funcionando 24 horas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.