TRE-PB amplia multa à TV Cabo Branco

Agência Nordeste

- Atualizada em 27/03/2022 às 15h29

JOÃO PESSOA - O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), reunido ontem sob a presidência do desembargador José Martinho Lisboa, decidiu aplicar multa de 20 mil UFIR's à TV Cabo Branco, afiliada da Rede Globo no Estado, e determinar que a emissora exiba hoje, antes do horário eleitoral gratuito noturno, o programa do candidato ao senado Tarcísio de Miranda Burity (PMDB), que deixou de ir ao ar no último dia 4.

A pena foi decorrente de representação movida pela Coligação "Pra Frente Paraíba", que tem o governador Roberto Paulino (PMDB) como candidato à reeleição, contra a emissora geradora do guia eleitoral gratuito, que teria repetido à noite o programa veiculado às 13h do candidato Burity, apesar de uma nova fita ter sido entregue em tempo hábil, o que teria configurado "censura, pelo forte conteúdo, referente ao atentado sofrido por ele no restaurante Gulliver".

A decisão se deu contra os votos do juiz Onaldo Queiroga e do vice-presidente da Corte, desembargador Júlio Aurélio Moreira Coutinho, que davam provimento ao agravo, para que a emissora tivesse sua programação normal retirada do ar por 24 horas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.