Em Santa Helena

Acusado de homicídio qualificado é condenado a 21 anos de reclusão

Balbino Martins Froes, também conhecido como "Rereu", foi condenado pelo assassinato de Agildo Castro Silva.

Imirante.com, com informações do MP-MA

- Atualizada em 26/03/2022 às 17h59
O julgamento foi realizado nessa quinta-feira (24).
O julgamento foi realizado nessa quinta-feira (24). ( Foto: Divulgação)

SANTA HELENA - O Tribunal do Júri da Comarca de Santa Helena condenou Balbino Martins Froes, também conhecido como “Rereu”, a 21 anos de reclusão. Ele é acusado do assassinato de Agildo Castro Silva.

Segundo o Ministério Público do Maranhão (MP-MA), o crime foi cometido em 2018. O julgamento foi realizado nessa quinta-feira (24).

Leia também:

Acusado de ter estuprado e matado a ex-enteada é condenado a 20 anos

Agildo Castro foi morto com um tiro de espingarda na propriedade rural de Balbino, no Povoado de Caboclo. O agressor atraiu a vítima com uma oferta de trabalho. O conselho de sentença reconheceu que o crime foi praticado por motivo fútil.

Atuou no júri o promotor de justiça Hagamenon Azevedo. O julgamento foi presidido pela juíza Márcia Daleth Garcez.

Condenação em Tutoia

O Tribunal do Júri condenou Hamilton Araújo Ferreira a 20 anos e nove meses de prisão, na última terça-feira (22), acusado de ter estuprado e matado uma adolescente, de 17 anos. De acordo com a polícia, o acusado havia mantido uma relação amorosa com a mãe da vítima. O crime ocorreu no dia 1º de janeiro de 2017, na cidade de Paulino Neves, interior do Maranhão.

O julgamento ocorreu no auditório da Secretaria de Educação de Tutóia e presidido pelo juiz da 1ª Vara da Comarca de Araioses, Marcelo Fontenele Vieira. Durante a sessão, o magistrado ouviu as testemunhas, o acusado como também abriu o espaço para a explanação da defesa e do representante do Ministério Público.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.