Ação de combate

Cinco pessoas são presas por furto de energia elétrica no interior do Maranhão

Ainda no decorrer do cerco policial foram apreendidos transformadores de energia elétrica em garimpos clandestinos.

Imirante.com

- Atualizada em 29/07/2022 às 14h47
Cinco pessoas foram presas durante a operação da Seic para combater o furto de energia no interior.
Cinco pessoas foram presas durante a operação da Seic para combater o furto de energia no interior. (Foto: Divulgação)

MARANHÃO - Cinco pessoas foram presas e transformadores de energia elétrica foram apreendidos durante a operação Travessia, que foi realizada nesta sexta-feira (29), em cidades do interior do Maranhão, pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) da Polícia Civil, com apoio da Perícia Oficial e da Equatorial Energia. As apreensões dos transformadores foram realizadas em garimpos clandestinos.

Leia também em: 

Saiba como evitar cair em golpes de energia elétrica no Maranhão

Homem é preso por furtar energia elétrica da Delegacia de Cachoeira Grande

De acordo com a Polícia Civil, o cerco era para combater o roubo de energia elétrica, por meio de medidores fraudados, nas cidades de Maracaçumé, Governador Nunes Freire, Centro do Guilherme, Pinheiro e Luís Domingues. 

Ainda segundo a polícia, três transformadores foram apreendidos em garimpos clandestinos, localizados na zona rural do município de Centro do Guilherme, mas, os proprietários não foram localizados durante o cerco.

Na cidade de Luís Domingues, o alvo foi uma residência de um político. A polícia informou que foi identificada uma fraude e uma dívida de mais de R$ 30 mil com a companhia de energia elétrica, mas, o dono desse local não foi encontrado. 

Na chácara de um irmão de um prefeito de uma cidade do interior, a polícia encontrou materiais pertencentes à Equatorial como postes, transformador e cabos de energia e, de acordo com a polícia, provenientes de furto.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.