Cidadania

Preço das refeições nos restaurantes populares do Maranhão cai para R$ 1

Decreto foi motivado pela alta nacional no preço dos alimentos; novo valor começa a valer nesta segunda-feira (22).

Imirante.com

- Atualizada em 26/03/2022 às 19h06
Decreto que reduz preço das refeições nos Restaurantes Populares foi assinado nesta quarta-feira (17).
Decreto que reduz preço das refeições nos Restaurantes Populares foi assinado nesta quarta-feira (17). (Divulgação / Governo do Maranhão)

SÃO LUÍS - O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), assinou, na tarde desta quarta-feira (17), um decreto que reduz para R$ 1 o preço das duas refeições que são servidas nos Restaurantes Populares do Maranhão, que têm 60 unidades sob responsabilidade do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

O novo preço das refeições nos Restaurantes Populares começa a valer a partir desta segunda-feira (22). Anteriormente, os valores variavam entre R$ 1 e R$ 3, dependendo das refeições e dos locais. Com os novos preços, os gastos do governo para manter os restaurantes populares sobe de R$ 100 milhões para R$ 112 milhões.

De acordo com Flávio Dino, o decreto foi motivado pela alta nacional no preço dos alimentos, que eleva o custo médio da cesta básica, o preço do gás de cozinha e as consequências da pandemia da Covid-19, que interferiu nas relações de trabalho e renda.

"A medida é para proteger as famílias diante da crise nacional. Os nossos restaurantes servem 1 milhão de refeições por mês. Precisamos garantir o direito fundamental à alimentação para todos. Nós temos uma crise social muito aguda no Brasil, em razão da pandemia do coronavírus, gerou a desestruturação do país em nível nacional e em outros países do mundo. Por isso, é preciso aumentar a incidência de políticas sociais nos lares maranhenses", afirmou o governador.

Além de servir refeições balanceadas e orientadas por nutricionistas, os Restaurantes Populares também são utilizados como espaço para orientações de saúde e cursos voltados para área de Segurança Alimentar e Nutricional, com vistas ao incremento da renda doméstica dos frequentadores das unidades.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.