Crimes Tecnológicos

Grupo de estelionato que agia no Maranhão é desarticulado no Ceará

De acordo com a polícia, os suspeitos aplicavam golpes por meio das redes sociais.

Imirante.com, com informações da Polícia Civil

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h02
A ação contou com apoio da Delegacia Regional de Camocim.
A ação contou com apoio da Delegacia Regional de Camocim. (Foto: Divulgação)

CAMOCIM - Durante ação realizada na última quinta-feira (1), na cidade de Camocim, no Estado do Ceará, a Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento a 16 mandados de busca e apreensão em residências de suspeitos de participação em crime de estelionato.

Os crimes foram realizados por meio das redes sociais Facebook e WhatdApp. De acordo com o Departamento de Combate à Crimes Tecnológicos (DCCT/Seic), os suspeitos agiam nas redes sociais criando perfis falsos do Detran-MA e utilizando a imagem da diretora do órgão no período, para forjar vendas de veículos no pátio credenciado pelo Detran e proporcionando ainda descontos em débitos que por ventura tais veículos possuíssem.

Após investigação, foram detectados prováveis suspeitos na região de Camocim. Com a realização das buscas e apreensões, aparelhos celulares e notebooks foram levados para perícia com o objetivo de identificar os verdadeiros autores das ações criminosas e para coletar as provas dos delitos.

A ação contou com apoio da Delegacia Regional de Camocim.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.