Fundef

Prefeito de Lajeado Novo reage depois de perder em votação sobre aplicação dos 60% Fundef

O prefeito Raimundo Barros se manifestou por meio de vídeo divulgado no Facebook.

Imirante.com

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h21
Prefeito Raimundo Barros.
Prefeito Raimundo Barros. (Foto: Divulgação)

LAJEADO NOVO – Após a sessão itinerante, realizada na última segunda-feira (4), em que a Câmara de Vereadores de Lajeado Novo, aprovou por unanimidade, os 60% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), o prefeito Raimundo Barros se manifestou por meio de vídeo divulgado no Facebook.

No vídeo, o gestor afirma que teve orientação do Ministério Público sobre como gastar os mais de R$ 7 milhões que o município recebeu do Fundef. Raimundo Barros também ressalta que assinou um Termo de Ajustamento de Conduta junto ao Ministério Público, o que teria motivado o gestor a encaminhar à Câmara o projeto que poderia desobrigar a prefeitura de aplicar os 60% dos recursos como pagamento para professores.

O projeto do prefeito foi reprovado por unanimidade. Dos nove vereadores, seis compareceram à sessão e votaram a favor dos professores. Diante disso, o prefeito terá que destinar os 60% dos recursos aos professores.

Lajeado Novo é o precursor dos 12 primeiros municípios do Maranhão a despontar para receber os precatórios do Fundef. Um total de R$ 7 milhões e duzentos mil reais, já está em conta, com previsão de desboquei para o próximo ano. Diante da votação em plenário, o prefeito não tem mais alternativa a ser destinar os 60% desse total aos professores.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.