Dia de Finados

Fiscalização identifica crianças em situação de trabalho infantil nos cemitérios em Imperatriz

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social fez um trabalho de conscientização nos cemitérios de Imperatriz.

Tatyna Viana / Imirante

Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social de Imperatriz estiveram em cemitérios.
Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social de Imperatriz estiveram em cemitérios. (Divulgação)

IMPERATRIZ - Apesar do trabalho de conscientização realizado pela Equipe de Ações Estratégicas do Programa para Erradicação do Trabalho Infantil (AEPETI) em Imperatriz no mês de outubro, além das homenagens aos entes queridos, o Dia de Finados (2) em Imperatriz foi marcado pelos flagrantes de cenas que caracterizam o trabalho infantil nos cemitérios da cidade. 

As crianças e adolescentes capinam, limpam, pintam, vendem flores e velas, situação que foi alvo de fiscalização da Secretaria de Desenvolvimento Social nesta quarta-feira (2), em uma parceria com o selo Unicef. De acordo com o secretário de governo Eduardo Soares, cinco crianças que estavam pintando túmulos foram abordadas e encaminhadas às suas casas pelo Conselho Tutelar, que notifica os casos e faz o trabalho de acompanhamento das famílias.

A exploração do trabalho infantil é crime e deve ser denunciada ao conselho tutelar. Equipes da Secretaria distribuíram panfletos e outros materiais informativos nos oito cemitérios públicos da cidade. Todas as formas de trabalho infantil são proibidas para crianças e adolescentes com menos de 16 anos de idade. A única exceção é a aprendizagem profissional, que é permitida a partir dos 14 anos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.