Tentativa de feminicídio

Mulher tem mão decepada ao tentar se defender de estupro em Buriticupu

Além de ter a mão decepada por um golpe de facão, outros golpes acertara o rosto, cabeça e braços da vítima, que continua internada, com quadro de saúde estável.

Imirante.com / Imperatriz

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h02
Caso está sendo acompanhado pela Delegacia da Mulher de Buriticupu.
Caso está sendo acompanhado pela Delegacia da Mulher de Buriticupu. (Foto: Reprodução/Internet)

BURITICUPU - Um crime bárbaro chocou os moradores do povoado Santa Maria, zona rural de Buriticupu, município distante 414 km de São Luís, nesse sábado (31). Ao reagir a uma tentativa de estupro, uma mulher teve a mão amputada e várias lesões pelo corpo provocadas por golpes de facão.

De acordo com informações da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), o principal suspeito de ter praticado o crime é um jovem de 18 anos de idade, preso em flagrante após ser capturados por populares. Ainda segundo a polícia, prisão do suspeito já foi convertida em preventiva. O caso está sendo acompanhado pela Delegacia da Mulher de Buriticupu.

O crime

De acordo com o relatório da PMMA, o jovem invadiu a casa da vítima para praticar o estupro e acabou travando luta corporal contra ela, que tentava se defender. Ainda segundo a polícia, o suspeito pegou um facão utilizado para corte de carne, que estava na casa, e desferiu vários golpes que acertaram o rosto, cabeça, mãos e braços da vítima que foi socorrida e continua internada, com quadro de saúde estável.

Feminicídios

O Maranhão já registrou, até julho, 28 casos de feminicídio, segundo a Polícia Civil. De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, houve um aumento de casos de feminicídio no estado durante a pandemia.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.