Crise

Múcio fala em 'fratura' no Exército logo depois da troca de comando

Declaração provocou constrangimento na corporação e novo comandante evitou se posicionar sobre episódio.

Ipolítica

- Atualizada em 22/01/2023 às 10h30
Lula cumprimentou o novo comandante do Exército Brasileiro após anúncio
Lula cumprimentou o novo comandante do Exército Brasileiro após anúncio (Foto: Ricardo Stuckert)

BRASÍLIA - O ministro da Defesa, José Múcio, enxerga “fratura” na relação de confiança do Exército Brasileiro, após ter sido oficializada a troca de comando da corporação por decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

O general Júlio Cesar de Arruda foi demitido do posto e substituído pelo general general Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva.

"Evidentemente que com esses últimos episódios, a questão dos acampamentos, a questão do [ataque] dia 8 de janeiro, as relações no comando do Exército sofreram uma fratura no nível de confiança. Achávamos que podíamos estancar isso logo no início", disse Múcio.

O novo comandante do Exército, que estava ao lado de Múcio na ocasião do discurso, não comentou a declaração. 

Fala-se, contudo, em constrangimento na tropa depois de Múcio sugerir “quebra de confiança” em relação aos antigos comandantes das regiões. 

Leia também: Lula troca o comando do Exército Brasileiro

A fala de Múcio ocorreu no Palácio do Planalto após reunião entre ele, Lula, o novo comandante e o ministro da Casa Civil, Rui Costa. O titular da Defesa afirmou que a passagem do posto ocorrerá na próxima semana.

Em seu perfil no Twitter, Lula publicou foto cumprimentando o novo comandante e disse desejar "um bom trabalho ao general".

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.