Povos Indígenas

Sônia Guajajara cria gabinete de crise por causa de assassinato de indígenas

Dois homens da etnia Pataxó foram mortos no sul da Bahia.

André Richter / Agência Brasil

- Atualizada em 19/01/2023 às 01h15
Sônia Guajajara, ministra dos Povos Indígenas.
Sônia Guajajara, ministra dos Povos Indígenas. (Reprodução / Facebook)

BRASÍLIA - A ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara, criou nesta quarta-feira (18) um gabinete de crise para acompanhar o caso de dois indígenas da etnia Pataxó que foram mortos ontem (17) no extremo sul da Bahia.

De acordo com informações preliminares da Polícia Civil, Samuel Cristiano do Amor Divino, de 25 anos, e Nawir Brito de Jesus, 17 anos, foram alvo de tiros na tarde de ontem em Itabela. Na região, está localizada a Terra Indígena Barra Velha, local de intensos conflitos com fazendeiros.

Logo após a notícia do assassinato, Sônia disse que solicitou ao Ministério da Justiça e Segurança Pública o envio da Força Nacional para o local.

A presidente da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), Joenia Wapichana, também pediu providências para proteção dos indígenas da região.

A Polícia Civil da Bahia informou que reforçou as equipes que trabalham nas investigações. Policiais estão na busca de testemunhas e imagens que possam ajudar na identificação dos autores do assassinato.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.