Narrativa

Governo Lula é denunciado ao MPF por chamar impeachment de Dilma de golpe em página oficial

Vereador de São Paulo acionou o MPF e cobrou investigação sobre narrativa defendida por órgão oficial da Presidência da República.

Ipolítica

Dilma Rousseff teve o seu mandato interrompido por um impeachment
Dilma Rousseff teve o seu mandato interrompido por um impeachment (Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

BRASÍLIA - O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi denunciado ao Ministério Público Federal (MPF) por classificar o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que ocorreu em 2016, de “golpe”. A classificação foi feita na página da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), órgão oficial de comunicação do governo federal. 

A denúncia foi formulada pelo vereador da cidade de São Paulo, Rubinho Nunes (União).

“Lembram que Lula criou uma Procuradoria para combater Fake News? Pois bem. Vou usá-la. Estou processando o governo Lula por mentir em site oficial sobre o impeachment de Dilma. O impeachment não foi um golpe. Vamos ver se essa tal Procuradoria investigará este caso”, escreveu o vereador em seu perfil em rede social.

Leia também: Governo Lula libera quase R$ 1 bilhão em recursos da Lei Rouanet

Narrativa

O tema foi debatido durante a última quarta-feira por analistas políticos de todo o país. 

A discussão diz respeito a uma tentativa do Governo Lula instituir em órgão oficial, uma narrativa de que Dilma teria sido vítima de um golpe. 

No início da semana o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, Paulo Pimenta, afirmou que seu maior desafio à frente da pasta será recuperar a Secom como “emissora da verdade” e fonte confiável de informação. 

Ele não comentou, contudo, o fato de o órgão oficial da Presidência ter classificado o impeachment de golpe. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.