SEGURANÇA

Governo Lula dispensa dezenas de militares que cuidavam do Palácio da Alvorada

Dispensados eram da Coordenação de Administração do Palácio da Alvorada; motivo não foi divulgado.

Ipolitica

- Atualizada em 17/01/2023 às 15h22
Governo Lula dispensa dezenas de militares que cuidavam do Palácio da Alvorada
Governo Lula dispensa dezenas de militares que cuidavam do Palácio da Alvorada (Reprodução)

BRASÍLIA- Foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (17) a dispensa de dezenas de militares que atuavam na segurança do Palácio do Planalto, e outras residências oficiais, na lista estão sargentos, soldados, um tenente e um coronel da Polícia Militar do Distrito Federal. De acordo com as portarias da Secretaria-Geral da Presidência da República, os militares estão dispensados desde o dia 13 de janeiro. A publicação não menciona o motivo, apenas anuncia a decisão. 

"Os militares a seguir relacionados, da Gratificação de Representação de Especialista, GR-II, da Coordenação de Administração do Palácio da Alvorada da Coordenação-Geral de Administração das Residências Oficiais da Diretoria de Apoio às Residências Oficiais da Secretaria Especial de Administração da Secretaria-Geral da Presidência da República, a contar de 13 de janeiro de 2023", diz.

A data da dispensa chama atenção pois ela acontece uma semana depois da primeira dama, Janja mostrar os danos encontrados no Palácio da Alvorada, em Brasília, em entrevista concedida à GloboNews.

Janja na ocasião mostrou tapetes e sofás rasgados, piso danificado, infiltração, ausência de móveis e de obras de arte, que não foram encontrados no local "O que a gente percebe é que não teve cuidado, não teve manutenção", declarou a primeira-dama na época.  

Já na semana passada, durante café da manhã com jornalistas Lula mandou recados às Forças Armadas. Declarou que elas não têm o “poder moderador que pensam que têm”. Esse poder que não está previsto na Constituição foi defendido publicamente por seguidores e auxiliares do ex-presidente Jair Bolsonaro.


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.