Atos antidemocráticos

Vídeo revela homem que destruiu relógio de Dom João VI no Palácio do Planalto

Terrorista usava camisa com a imagem do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Ipolítica, com agências

- Atualizada em 16/01/2023 às 10h45
Homem tentou destruir câmera de segurança
Homem tentou destruir câmera de segurança (Reprodução/TV Globo)

BRASÍLIA - Imagens divulgadas no domingo (15) pela TV Globo identificam o responsável pela destruição de uma peça história no Palácio do Planalto durante os atos terroristas do dia 8 de janeiro em Brasília (DF).

O homem que aparece num vídeo gravado pelo sistema de segurança da sede do Poder Executivo derrubou no chão um relógio dado de presente a Dom João VI, em 1808. Ele trajava uma camisa com a imagem do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na frente. Ao perceber que era filmado, tentou quebrar uma das câmeras.

Nas redes sociais já há um movimento pela sua identificação.

O relógio destruído é uma peça única no mundo, obra de autoria do relojoeiro francês Balthazar Martinot, e foi um presente da corte de Luís XIV. O exemplar mais parecido é um de tamanho menor que está em exposição no Palácio de Versalhes, na França.

Essa foi uma das obras históricas que foram destruídas pelos bolsonaristas que invadiram e depredaram o Palácio do Planalto, o Supremo Tribunal Federal e o Congresso Nacional. Além dele lá estavam um quadro de autoria de Di Cavalcanti, vasos chineses e outros.

A Ministra da Cultura, Margareth Menezes, havia dito que ainda não era possível saber se o relógio pode ser restaurado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.