Decisões do STF

Musk sobre bloqueios em redes sociais no Brasil: “Extremamente preocupante”

Dono do Twitter comentou reportagem do jornalista Glenn Greenwald.

Ipolítica

- Atualizada em 15/01/2023 às 10h44
Musk comentou postagem do jornalista Glenn Greenwald
Musk comentou postagem do jornalista Glenn Greenwald (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - Fundador da Tesla - empresa conhecida mundialmente pela fabricação de carros elétricos - e atual dono do Twitter, o empreendedor Elon Musk, declarou ser “muito preocupante” o fato de perfis em redes sociais estarem sendo bloqueados no Brasil por decisões ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na última semana, o magistrado ordenou a exclusão de conteúdo de diversos influenciadores por, segundo ele, incentivarem atos antidemocráticos no país, sobretudo após os ataques terroristas do último domingo (8), em Brasília (DF).

No próprio Twitter, Musk fez o comentário em uma resposta a uma publicação do jornalista americano Glenn Greenwald.

“Isso é extremamente preocupante”, disse o empresário, ao reagir a uma publicação de Glenn, que dizia estar crescendo rapidamente “o regime de censura no Brasil".

“O regime de censura no Brasil está crescendo rapidamente, praticamente diariamente agora. Acabamos de obter uma ordem de censura que é genuinamente chocante, instruindo várias plataformas de mídia social a remover ‘imediatamente' vários políticos e comentaristas proeminentes”, escreveu Greenwald.

O jornalista vem fazendo reiteradas críticas às decisões recentes tomadas pelo ministro do STF em relação à quebra de sigilo telefônico de pessoas que tiveram qualquer tipo de participação em mobilizações golpistas.

“Existe agora, ou já existiu, uma democracia moderna onde um único juiz exerce o poder que Alexandre de Moraes possui no Brasil. Não consigo pensar em nenhum exemplo sequer próximo”, escreveu Greenwald nas redes sociais.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.