Crime bárbaro

Preso acusado por mortes de adolescentes que cavaram as próprias covas

Apesar da decisão da Justiça do Maranhão de manter a prisão dos 14 acusados do crime, Antônio de Deus Pereira Neto estava solto.

Imirante.com, com informações g1 PI

- Atualizada em 17/11/2022 às 13h42
 Antônio de Deus Pereira Neto é acusado dos assassinatos de Maria Eduarda, de 17 anos, e Joyce Ellen, de 16 anos. (Foto: TV Clube)
 Antônio de Deus Pereira Neto é acusado dos assassinatos de Maria Eduarda, de 17 anos, e Joyce Ellen, de 16 anos. (Foto: TV Clube)

TERESINA - A polícia prendeu mais uma vez um homem, identificado como Antônio de Deus Pereira Neto, acusado dos assassinatos de Maria Eduarda, de 17 anos, e Joyce Ellen, de 16 anos. A prisão foi realizada pela Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública e ocorreu nessa quarta-feira (16), no Parque Jurema, Zona Sudeste de Teresina.

Leia também:

Polícia prende oitava suspeita de participação na morte de jovens que cavaram as próprias covas em Timon

Adolescentes são mortas após cavarem a própria cova em Timon

Adolescentes foram filmadas cavando a própria cova antes de serem mortas, diz delegado. (Foto: Reprodução)
Adolescentes foram filmadas cavando a própria cova antes de serem mortas, diz delegado. (Foto: Reprodução)

A Justiça do Maranhão recebeu, em fevereiro deste ano, denúncia contra os 14 acusados do crime. Na decisão, o juiz Francisco Ferreira de Lima manteve a prisão preventiva dos envolvidos, apesar disso, Antônio de Deus estava solto.

Segundo o secretário estadual de segurança do Piauí, Rubens Pereira, Antônio de Deus seria líder de uma facção criminosa e foi novamente preso por mandado judicial.

"No caso dele e de outros presos recentemente são líderes dessas facções que são responsáveis por alguns homicídios em Teresina", destacou.

Antônio de Deus será encaminhado para a audiência de custódia.

O crime

Duas adolescentes, identificadas como Maria Eduarda, de 17 anos, e Joyce Ellen, de 16 anos, foram torturadas e mortas na cidade de Timon, na tarde do dia 20 de março. As vítimas eram moradoras do conjunto Água Mineral, na Zona Norte de Teresina, no Piauí.

Segundo informações do delegado Joelson Carvalho, titular da delegacia de homicídios de Timon, as adolescentes foram obrigadas a cavar a cova onde seriam enterradas depois de mortas. O crime foi filmado pelos criminosos e divulgado em redes sociais.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.