Exército Brasileiro

Comando Militar do Norte tem novo comandante

O General de Exército Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves assumiu, nessa quarta-feira (10), o Comando Militar do Norte (CMN).

Imirante.com

- Atualizada em 11/08/2022 às 21h02
General de Exército Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves. (Foto: Divulgação / CMN)
General de Exército Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves. (Foto: Divulgação / CMN)

BRASIL - Nessa quarta-feira (10) o General de Exército Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves assume o Comando Militar do Norte (CMN).

O comandante sucedido, General Chalella, segue para nova missão como chefe do Departamento Geral do Pessoal (DGP) do Exército Brasileiro.

Entre as autoridades presentes estavam o Vice-presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), Desembargador Ricardo Duailibe, o professor Alberto Tavares e o General de Exército, Paulo Sérgio Nogueira Nogueira de Oliveira.

Professor Alberto Tavares, o General de Exército, Paulo Sérgio Nogueira Nogueira de Oliveira e o  Vice-presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), Desembargador Ricardo Duailibe.(Foto: Reprodução)
Professor Alberto Tavares, o General de Exército, Paulo Sérgio Nogueira Nogueira de Oliveira e o  Vice-presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), Desembargador Ricardo Duailibe.(Foto: Reprodução)

Desafios

O General Costa Neves, advindo do Comando de Operações Terrestres (Coter), chega ao CMN com o desafio de comandar as tropas do Exército Brasileiro nos Estados do Amapá, Maranhão, Pará e na porção norte do Tocantins, área que corresponde à Amazônia Oriental com cerca de 20% do território nacional. Para tanto, o CMN conta com mais de 30 organizações militares.

Carreira Militar

Entre outras funções, o General Costa Neves foi comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva e comandante de uma das mais prestigiadas instituições de ensino das Forças Armadas, a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN).  

Ele também foi Observador Militar na Missão de Verificação da ONU em Angola, de 1995 a 1996, durante a guerra civil naquele país, e, em 2020, assumiu o posto de comandante das tropas da ONU na República Democrática do Congo.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.