Prisão

Paulo Cupertino, acusado de matar o ator Rafael Miguel, é preso em São Paulo

Crime ocorreu há quase três anos; Cupertino matou Rafael e os pais dele por não aceitar namoro com a filha.

Imirante.com, com informações do g1

Paulo Cupertino foi preso nesta segunda-feira (16).
Paulo Cupertino foi preso nesta segunda-feira (16). (Divulgação / Polícia Civil)

SÃO PAULO - O empresário Paulo Cupertino Matias, acusado de ter assassinado o ator Rafael Miguel e os pais dele em junho de 2019, foi preso nesta segunda-feira (16), em São Paulo. Policiais da 6ª Delegacia Seccional informaram que Cupertino foi localizado em um hotel em Interlagos, na capital paulista, após uma denúncia anônima. Incluído na Difusão Vermelha da Interpol, o empresário era o primeiro nome da lista dos criminosos mais perigosos e procurados de São Paulo.

De acordo com o Ministério Público (MP), Paulo Cupertino assassinou Rafael Miguel e os pais dele porque não aceitava o namoro de sua filha, Isabela Tibcherani, com o ator. Vídeos gravados por câmeras de segurança próximas do local dos assassinatos, que foi a casa onde Isabela morava com a mãe, mostram o momento em que Cupertino atira 13 vezes em Rafael, que tinha 22 anos, e nos pais do ator: João Alcisio Miguel, de 52, e a mãe Miriam Selma Miguel, 50.

Rafael Miguel era conhecido por ter interpretado o personagem Paçoca na novela "Chiquititas", do SBT, e trabalhado em um famoso comercial em que uma criança pede brócolis à mãe. O ator também trabalhou em novelas da Globo, como “Pé na Jaca”, “Cama de Gato” e o especial de fim de ano “O Natal do menino imperador”.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.