Power Point

Por 4 votos a 1, STJ decide que Deltan Dallagnol terá de indenizar Lula por dano moral

A decisão é da 4ª turma do Superior Tribunal de Justiça; indenização foi fixada em R$ 75 mil.

Gilberto Léda, com Migalhas

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h01

BRASÍLIA - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, nesta terça-feira (22), condenar o ex-procurador da República Deltan Dallagnol a pagar indenização por danos morais ao ex-presidente Lula.

A informação é do portal Migalhas.

A decisão é da 4ª turma, por 4 a 1, no bojo de um processo aberto após as imputações de crime realizadas pelo então procurador em entrevista coletiva na qual utilizou a famosa apresentação PowerPoint.

Para a maioria do colegiado - que fixou a condenação em R$ 75 mil mais correção e juros -, sob o pretexto de informar denúncia, Dallagnol utilizou-se de expressões e qualificações desabonadoras da honra e da imagem, e não técnicas, para referir-se ao ex-presidente.

A defesa do petista alega que houve antecipação de juízo de valor sobre uma investigação ainda em curso no Supremo Tribunal federal (STF).

Dallagnol ainda não comentou a decisão, mas repostou em seu Twitter mensagem de um seguidor com o seguinte teor: "Falta pouco para sair uma lei ou emenda constitucional proibindo o combate à corrupção. As outras medidas de leniência já foram tomadas".

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.