Greve

Caminhoneiros ameaçam nova greve após o feriado de Independência

De acordo com a UDC, o governo não cumpriu com o prometido em relação ao valor do diesel.

Imirante.com

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h17
(Foto: Reprodução)

BRASIL - Por meio de nota, a União dos Caminhoneiros do Brasil (UDC) afirmou que fará uma mobilização em todo o país, após o feriado da Independência, a partir do dia 7 de setembro, por tempo indeterminado.

Leia mais: Lembre da repercussão da greve dos caminhoneiros

De acordo com caminhoneiros da entidade, o Governo não cumpriu com o acordo em relação ao preço do diesel, que aumentou nessa sexta-feira (31), com reajuste de 13%.

Segundo a nota divulgada, "a falta de fiscalização e atitudes práticas por parte do órgão fiscalizador, tem trazido enormes prejuízos aos caminhoneiros autônomos do Brasil, o desrespeito descarado das empresas transportadoras que não estão obedecendo a LEI 13.703 e ainda sim fazendo escárnio à categoria tão sofrida que se sente desamparada diante da situação", diz UDC.

Impactos
A greve dos caminhoneiros, também conhecida como 'Crise do Diesel' que teve o seu início no dia 21 de maio, teve fortes impactos na economia em 2018. De acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial teve forte queda, encolhendo 11% em relação a abril e as vendas no varejo caíram 5,1%.

Caso a greve retorne, os impactos podem ser ainda maiores.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.