Interdição total

Indígenas bloqueiam trecho da BR-316, em Bom Jardim

Os indígenas fizeram uma interdição total na vida, causando um congestionamento com 3 km de extensão.

Imirante.com, com informações da PRF

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h01
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

BOM JARDIM - Na manhã desta quarta-feira (25), um grupo de indígenas bloqueou um trecho do km 249 da BR-316, no município de Bom Jardim, no noroeste do estado do Maranhão.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), por volta das 10h, os indígenas fizeram uma interdição total na vida, causando um congestionamento com 3 km de extensão.

A rodovia foi bloqueada com madeiras e fogo em pneus, só passando veículos de emergência.

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Ainda de acordo com a PRF, não há possibilidade de os motoristas fazerem desvios e, também, não há previsão de liberação da rodovia.

O grupo, formado por cerca de 30 manifestantes, reivindicam a não votação do PL 490, que trata de demarcação de terras indígenas. O projeto de lei cria o chamado "marco temporal" para demarcações de terra.

A PRF está no local tentando negociação.

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Bloqueio na MA-014

Um grupo de indígenas também estão ocupando um trecho da MA-014. Segundo a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP), os indígenas Gamela estão protestando, também, contra o Projeto de Lei 490, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) e afeta os territórios indígenas.

A SEDIHPOP destaca que a manifestação ocorre por todo o país.

Ainda de acordo com a SEDIHPOP, o Governo do Maranhão acompanha as manifestações, por meio da SEDIHPOP (em contato com as lideranças indígenas) e pela Polícia Militar do Maranhão, que garante a realização do movimento com segurança. A Força Tarefa Vida também foi acionada e acompanha a situação a nível estadual.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.