Na capital e no interior do Estado

Contrários ao resultado das eleições, bolsonaristas bloqueiam BRs em São Luís e no interior do Maranhão

Segundo a PRF-MA, o bloqueio começou no início da tarde desta segunda-feira (31).

Imirante.com

- Atualizada em 31/10/2022 às 18h24
Os manifestantes, que são apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), usaram bandeiras do Brasil demonstram insatisfação com o resultado das eleições 2022. (Foto: Divulgação / PRF)
Os manifestantes, que são apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), usaram bandeiras do Brasil demonstram insatisfação com o resultado das eleições 2022. (Foto: Divulgação / PRF)

AÇAILÂNDIA - No início da tarde desta segunda-feira (31) manifestantes bloquearam os dois sentidos da BR-010, no km-320, no município de Açailândia, interior do Estado. Até a última atualização desta reportagem, a rodovia seguia bloqueada.

Os manifestantes, que são apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), usaram bandeiras do Brasil demonstram insatisfação com o resultado das eleições 2022.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal do Maranhão (PRF-MA), os agentes estão no local para tentar liberar a rodovia. Com a interdição, os policiais rodoviários estão orientando os motoristas que tentam passar pela região.

Reduto bolsonarista

A cidade de Açailândia é considerada um dos redutos bolsonaristas no Maranhão. Neste segundo turno das eleições, a cidade foi uma das únicas três em que o Jair Bolsonaro venceu no Estado. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal no Maranhão (PRF), o bloqueio está sendo feito por pessoas contrárias ao resultado das eleições presidenciais do domingo (30).

BR-135

Também na tarde desta segunda-feira, bolsonaristas interditaram totalmente um trecho da BR-135, em São Luís. Com gritos de ordem e ao som do hino nacional brasileiro, os apoiadores de Jair Bolsonaro, derrotado na disputa presidencial, afirmavam que não iam se render ao “sistema socialista comunista”.

“O povo ainda continua de pé. Ninguém vai se render ao sistema socialista comunista”, afirmou um dos bolsonaristas em vídeo publicado e compartilhado nas redes sociais.

Bolsonaristas interditaram a BR-135, na saída de São Luís. (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
Bolsonaristas interditaram a BR-135, na saída de São Luís. (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

BR-230

Também nesta segunda-feira, por volta das 17h45, um outro grupo de bolsonaristas interditou, ateando fogo em pneus, os dois trechos da BR-230, na altura do km 407, em Balsas, no Sul do Estado. A PRF deslocou uma equipe para o local.

Interdição da BR-230, em Balsas. (Foto: Divulgação / PRF)
Interdição da BR-230, em Balsas. (Foto: Divulgação / PRF)

Eleições 2022

A vitória de Luiz Inácio Lula da Silva como o novo presidente do Brasil foi confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) às 19h57 desse domingo (30), quando 98,81% das urnas já tinham sido apuradas. Àquela altura, o petista tinha 50,83% dos votos válidos e não poderia mais ser alcançado pelo atual presidente, que disputava a reeleição.

Ao fim da apuração, Lula ficou com 50,90% (60,3 milhões de votos), e Bolsonaro, com 49,10% (58,2 milhões de votos). Desde que as eleições presidenciais livres foram retomadas, em 1989, essa é a menor diferença tanto em termos percentuais quanto em números absolutos (2,1 milhões de votos a mais para o ganhador). Ao superar a marca de 60 milhões de votos, Lula tornou-se o presidente eleito mais votado da história.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.