Literatura

IFMA: ex-aluno lança livro sobre a trajetória de superação

Arildo concluiu o ensino médio e o curso técnico em Agropecuária em 2014.

Imirante Imperatriz, com informações da Assessoria.

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h35
(Divulgação / Assessoria )

SÃO RAIMUNDO DAS MANGABEIRAS – Textos que descrevem a trajetória de superação de um jovem que teve de sair de sua cidade natal para cursar o ensino médio longe dos amigos e da família. Esse é o pano de fundo do livro Os mistérios querem ser proclamados, de Arildo Corsino. ex-aluno do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Campus de São Raimundo das Mangabeiras, no Sul do Estado.

De origem humilde, Arildo concluiu o ensino médio e o curso técnico em Agropecuária em 2014. Durante o curso, morou no próprio campus e enfrentou muitas dificuldades, como problemas financeiros e de adaptação à nova vida longe dos pais. Ao longo desse período contou com a ajuda de professores e, sobretudo, com o apoio do assistente de alunos Paulo Cezar, a quem ele agradeceu durante discurso na cerimônia.

No livro, Arildo Corsino relata como superou as dificuldades ao longo do tempo em que morou na cidade. Seus textos foram escritos durante esse período de solidão no alojamento da escola.

“Eu sempre gostei de escrever e, quando eu vim para o IFMA, isso se intensificou. Quando eu estava passando por alguns problemas, a única coisa que me tranquilizava era quando eu ia para o computador e começava a escrever; foi no IFMA que eu tive um norte do significado de uma vida acadêmica, a importância de se estudar e foi daí que surgiu esse livro simples e pequeno”, destacou o autor.

Para seu Antônio Jorge, pai de Arildo, o lançamento do livro foi um momento especial. Emocionado, ele agradeceu a todos os professores pela educação dada ao filho. A mãe do autor, dona Ana Ciriano, diz que nunca teve fartura material para dar ao filho, mas foi sempre o esforço dele que permitiu as conquistas alcançadas até aqui

“Ele foi sempre um aluno esforçado, nunca ficou de ano e sempre soube enfrentar as dificuldades”, relembrou a mãe. Após os discursos do escritor e de professores do campus, foi realizada uma sessão de autógrafos, com a distribuição de exemplares do livro.

Arildo já está produzindo o segundo livro, o romance O silêncio da existência. A ideia da publicação surgiu durante o projeto Jovens Escritores, desenvolvido pela professora de Língua Portuguesa Áurea Maria. Um dos propósitos do projeto foi estimular os alunos participantes a revelarem seu talento enquanto escritores.

A partir de oficinas de textos realizadas semanalmente, surgiu a produção do livro. A professora recebeu uma menção especial durante o lançamento do livro. Para ele, sem a professora não seria possível tal feito. Já ela considera que foi uma oportunidade de colaborar com alguém com talento para a escrita.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.