Inclusão

Semana de Dança tem prévia com projeto "Um Passo Pra Cá: A Dança Liberta"

O resultado dessa imersão será mostrado neste sábado (20), às 19h, no Teatro Arthur Azevedo.
Na Mira, com informações da Secma 20/11/2021 às 14h59
Semana de Dança tem prévia com projeto "Um Passo Pra Cá: A Dança Liberta"A apresentação é uma prévia da programação da XV Semana Maranhense de Dança e é uma iniciativa do projeto “#expedição45. (Foto: Reprodução / TV Mirante )

SÃO LUÍS - Durante uma semana, mulheres da Unidade Prisional Feminina e pessoas da ala LGBTQIA+ do Complexo Penitenciário de Pedrinhas mergulharam no universo das artes com oficinas, palestras e dança. O resultado dessa imersão será mostrado neste sábado (20), às 19h, no Teatro Arthur Azevedo, quando cinco pessoas desse público foram escolhidas para se apresentar no projeto “Um Passo Pra Cá: A Dança Liberta”, com a participação especial do dançarino e coreógrafo Marcelo Grangeiro, que será homenageado da XV Semana Maranhense de Dança, a ser realizada de 5 a 11 de dezembro.

Leia também:

Prazo para inscrições da Semana Maranhense de Dança é prorrogado

A apresentação é uma prévia da programação da XV Semana Maranhense de Dança e é uma iniciativa do projeto “#expedição45 – o conhecimento liberta”, desenvolvido dentro do sistema prisional do Maranhão.

“A gente está, desde de segunda-feira, fazendo várias oficinas de dança dentro da penitenciária, e agora duas mulheres e três pessoas da ala LGBTQIA+ irão apresentar o resultado desse trabalho no palco do Teatro Arthur Azevedo, que é realizado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) e nós, enquanto Secma (Secretaria de Estado da Cultura), somos parceiros desse projeto. É como um ‘esquenta’ da Semana de Dança”, disse a diretora artística da Semana Maranhense de Dança, Bianka Marques.

Marcelo Grangeiro, professor maranhense de dança radicado em São Paulo e vencedor da Dança dos Famosos quis conhecer o projeto #expedição45 e fará uma participação especial em “Um Passo Pra Cá: A Dança Liberta”. Com direção artística de Clayton Tenório, o projeto tem o propósito de sensibilizar a sociedade por meio da dança, além de propor um convite à reflexão sobre cárcere, liberdade e criatividade.

Além do projeto, a noite terá ainda a presença de grupos de bailarinos das companhias de dança Pulsar e Mano Braga. É um evento fechado para convidados, mas caso a comunidade queira assistir é só retirar a pulseira de acesso 1h antes da abertura na bilheteria do teatro. É obrigatório o uso de máscara dentro do teatro.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.