Quem Quer Ser Um Milionário

'Até hoje, meio que não caiu a ficha', diz maranhense após faturar R$ 100 mil no 'Domingão Com Huck'

Natural de Coroatá, no Maranhão, Josevando conta como foi sua experiência no palco do Domingão com Huck.
Adriano Soares / Na Mira10/10/2021 às 14h41
'Até hoje, meio que não caiu a ficha', diz maranhense após faturar R$ 100 mil no 'Domingão Com Huck'Josevando de Sousa durante participação no quadro. (Foto: Arquivo Pessoal)

SÃO LUÍS – Faturar R$ 1 milhão é, talvez, o sonho de muita gente. E no último domingo (3), o maranhense Josevando de Sousa, de 27 anos, teve essa oportunidade ao participar do quadro ‘Quem Quer Ser Um Milionário’, do programa ‘Domingão Com Huck’, da TV Globo, e conseguiu faturar R$ 100 mil.

Natural de Coroatá, cidade distante 251 km de São Luís, Josevando de Sousa é engenheiro cartográfico e agrimensor. Atualmente, mora em Curitiba, no Parará, onde finalizou o curso de mestrado e agora almeja o doutorado.

Ao Na Mira, Josevando contou um pouco da experiência de ter participado do ‘Quem Quer Ser Um Milionário’. Segundo ele, a ideia de se inscrever no quadro foi dos próprios pais que moram em Coroatá.

“Eles sempre assistiam ao quadro, sempre falavam para eu me inscrever, e eu não achava que isso fosse ser possível. No fim, acabei cedendo a eles e me inscrevi três vezes para ser chamado”, conta Josevando.

O engenheiro cartográfico e agrimensor conta que foram várias as etapas até chagar no palco do ‘Domingão Com Huck’ para a gravação do programa que ocorreu no dia 28 de setembro. Josevando descreve a experiência como ‘surreal’. “Até hoje, meio que não caiu a ficha de que eu participei de tudo isso”, diz.

Desafios

Segundo Josevando, o principal desafio enquanto participava do quadro, foi lidar com o nervosismo, a ansiedade e o medo de responder alguma pergunta errada, normal para quem teria que enfrentar 15 perguntas valendo o prêmio milionário.

“Na verdade eu achei que fosse ficar ainda mais nervoso, acredito que eu fiquei até ‘ok’, mas você fica receoso se realmente dois e dois são quatro, por exemplo”, explica o engenheiro. Josevando ficou a três perguntas daquela que valeria um milhão.

Mãe, tô na Globo!

A gravação do quadro ocorre nos estúdios Globo, no Rio de Janeiro. Por lá, Josevando conheceu pessoalmente o apresentador Luciano Huck, que comanda o ‘Quem Quer Ser Um Milionário’, e também realizou o sonho de conhecer onde são gravadas as novelas e séries da Globo.

“O Luciano Huck é um cara incrível, um cara maravilhoso e muito simpático. A gente conversou ali um pouquinho antes da gravação, nos bastidores, conversamos também após a gravação. Ele sempre foi um cara muito simpático, muito solícito. Só tenho a elogiá-lo”, afirma.

Experiência

Josevando, que conseguiu faturar R$ 100 mil, garante que a experiência valeu muito, e diz que faria tudo novamente.

Ainda segundo ele, após o programa ter sido exibido, recebeu diversas mensagens de carinho e parabéns, especialmente de seus conterrâneos de Coroatá, assim como de outros maranhenses e pessoas de todo o país que assistiram a participação de Josevando no ‘Quem Quer Ser Um Milionário’.

“As pessoas me mandaram mensagens dizendo que estavam torcendo por mim, que estavam rezando por mim, que estavam muito na torcida. Isso não tem preço. É um milhão de reais que eu não ganhei, mas que certamente não pode pagar o carinho e amor que estou recebendo”, garante.

Nível das perguntas

De acordo com Josevando, apesar de parecer um quadro de conhecimentos gerais, o ‘Quem Quer Ser Um Milionário’ é também de muita sorte.

“Tirando as perguntas ali que eu pedi as ajudas, que foi a pergunta da Agatha Christie, a escritora, a pergunta que eu pedi ajuda para o meu namorado, que foi a do período da era mesozoica, e a pergunta que eu parei, que foi a pergunta do astronauta, eu sabia todas as outras. Então, eu ive sorte de cair perguntas que eu sabia”, diz Josevando.

Destino do prêmio

O maranhense disse que com o prêmio de R$ 100 mil que ganhou no quadro, vai investir em sua qualificação profissional. Além disso, com o valor, Josevando disse que vai ajudar a família que mora no Maranhão, em Coroatá.

“Coroatá é uma cidade pequena, sem uma grande infraestrutura, como nós sabemos, e eles têm alguns problemas de saúde, então eu pretendo, com esse dinheiro, reservar uma parte também para ajuda-los em relação a isso”, afirma.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.