Em São Luís

Reviva Centro estimula ocupações artísticas com programação cultural

Atrações agradam ao público de todas as idades.
Na Mira, com informações da Assessoria21/11/2019 às 15h47
(Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - De sexta-feira a domingo, o Centro Histórico recebe várias atrações culturais do programa Reviva Centro, uma iniciativa que estimula a revitalização da área central da cidade por meio de ocupações artísticas. As atrações, todas gratuitas e voltadas para todas as idades, ocupam o Complexo Deodoro, Praça da Mãe d'Água e Benedito Leite durante os fins de semana e nesta sexta (22), sábado (23) e domingo (24), não será diferente.

O fim de semana inicia com a apresentação de chorinho do grupo Choro da Tralha, na sexta-feira (22), às 18h, na Praça da Mãe d'Água. No sábado (23), às 17h30, no Complexo Deodoro, é a vez da banda Dher Quarteto Jazz apresentar um repertório de jazz e blues. O domingo (24) tem recreação infantil no Complexo Deodoro a partir das 17h. Estes eventos integram o Arte na Praça, coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult). A programação do Reviva contempla ainda tradicional Feirinha São Luís, na Praça Benedito Leite, das 8h às 15h de domingo (24), com execução da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa).

"A cada final de semana novas pessoas vêm acompanhar a programação cultural do Arte na Praça. O programa é uma iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo para fomentar atividades culturais gratuitas e incentivar os artistas locais. Venha você também aproveitar! ", convida o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.

Sexta-feira é dia de chorinho na Praça da Mãe D'água e a apresentação desta vez é por conta do grupo Choro da Tralha, que reúne os amigos Ronaldo Rodrigues no bandolim, João Eudes no violão sete cordas, João Neto na flauta, Gabriela Flor no pandeiro e Gustavo Belan no cavaquinho. O grupo começou a se apresentar aos domingos na Feira da Tralha, misto de sebo e bar instalado no Edifício Colonial, na Rua Godofredo Viana, nas imediações do Teatro Arthur Azevedo, no Centro.

Ronaldo Rodrigues, João Eudes e João Neto constam da galeria da Chorografia do Maranhão, que compila 52 entrevistas com instrumentistas de Choro nascidos ou radicados no Maranhão, livro de Ricarte Almeida Santos, Rivânio Almeida Santos e Zema Ribeiro. O repertório do grupo traz nomes como Pixinguinha, Ernesto Nazareth, Waldir Azevedo, Jacob do Bandolim, Chiquinha Gonzaga, Honorino Lopes e muitos outros.

(Foto: Divulgação)

Dher Quarteto é uma banda formada em 2017 por companheiros da vida musical ludovicense, que se apresentam neste sábado (23), às 17h30, no Complexo Deodoro. O grupo teve origem a partir de um convite do contrabaixista Ramon Adler para participar de um recital na Escola de Música do Estado do Maranhão (Emem). Além de Ramon, a banda é formada por Fernando Hellboy Moreira na bateria, Daniel Azevedo na guitarra e Eliny Sousa como vocalista.

Desde então, o grupo manteve sua formação com fortes influências do jazz, fusion, funk e rock, em que cada integrante agrega seus conhecimentos e influências. A proposta do grupo é trazer uma apresentação envolvente e dinâmica, com um repertório nacional e internacional inspirado em referências como Chick Corea, Ed Motta, Steve Wonder, Aretha Franklin, Amy Winehouse, entre outros.

A criançada vai curtir show com os palhaços Acerola e Carambola e os Minions no domingo (24), às 17h, no Complexo Deodoro. A apresentação inclui brincadeiras, gincana, trava-língua, esquetes de circo e músicas infantis. Os palhaços já estão no mercado há mais de 20 anos, com atuação em aniversários, creches, hospitais e escolas.

(Foto: Divulgação)

Feirinha

Ponto de encontro de família e amigos, a Feirinha São Luís foi criada pela gestão do prefeito Edivaldo e ocorre na Praça Benedito Leite todos os domingos, das 8h às 15h. A Feirinha São Luís incentiva o consumo e o comércio de produtos agroecológicos provenientes da agricultura familiar rural e ainda abre espaço para artesanato, gastronomia e apresentações culturais.

(Foto: Divulgação)

Segundo dados da Polícia Militar e também da coordenação da Feirinha, cerca de um milhão e duzentas mil pessoas passaram pela Praça Benedito Leite em mais de 120 edições do evento, o que gera uma média de R$ 60 milhões em capital circulante, estimulando a economia local. Ao todo 122 pessoas têm permissão para comercializar produtos na Feirinha São Luís, nos setores agroecológico, artesanato, alimentação, food trucks, além dos pregoeiros.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.