Cinema

São Luís sedia 'Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul'

Entrada é gratuita. Na programação, estão 36 filmes, representando oito países da América do Sul.
Maurício Araya/Imirante 23/11/2012 às 09h22

SÃO LUÍS – São Luís sedia, a partir deste domingo (25), a sétima edição da "Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul". A mostra ocorre no Teatro da Cidade de São Luís, que fica na rua do Egito, nº 244, Centro. A entrada é gratuita. Na programação, que segue na capital maranhense até dia 30, estão 36 filmes, representando oito países da América do Sul.

Todas as sessões possuem os recursos de audiodescrição e closed caption. Alguns longas-metragens são inéditos no Brasil e pelo menos dois filmes brasileiros são inspirados na Lei Maria da Penha. "Talvez seja a maior programação, em todos esses anos, da mostra, com vários trabalhos, que são muito premiados e que repercutem internacionalmente. Não são apenas filmes que trabalham os direitos humanos, mas, também, filmes bonitos, que participam de festivais, que ganham competições internacionais. Enfim, é uma mostra muito boa", disse o cineasta Francisco Colombo à edição do Bom Dia Mirante, da TV Mirante, desta sexta-feira (23).

Programação

O grande homenageado da "Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul" em 2012 é o brasileiro Eduardo Coutinho, considerado um dos mais importantes documentaristas da atualidade em todo o mundo. Estão programados o clássico "Cabra marcado para morrer" (1984), premiado no Festival de Berlim; "Santo forte" (1999); e "O fio da memória" (1991).

A programação traz, ainda, uma série de títulos inéditos no circuito comercial, como os longas-metragens "Hoje" e "O dia que durou 21 anos". Também inédito comercialmente no país, o colombiano "Chocó". A programação completa, com horários de exibição, está disponível no endereço eletrônico www.cinedireitoshumanos.org.br.

A "Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul" é uma realização da Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República, com produção da Cinemateca Brasileira do Ministério da Cultura (MinC) e patrocínio da Petrobras. O objetivo é celebrar o aniversário da "Declaração Universal dos Direitos Humanos", proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948. As projeções ocorrem, até 20 de dezembro, nas cidades de Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Boa Vista, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Macapá, Maceió, Manaus, Natal, Palmas, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, Teresina e Vitória.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.