Facebook

Por que continuamos usando o Facebook?

Pesquisa revela o motivo da rede social mais famosa do mundo ainda não ter “Orkutizado”.
Galileu 07/07/2012 às 03h14

Você conhece a história do Orkut. Era a rede social mais usada no Brasil, todo mundo tinha seu perfil. Todo mundo mesmo. E essa popularidade toda cansou alguns usuários que abandonaram o Orkut em busca de um serviço mais exclusivo - acabaram migrando para o Facebook. O Orkut, como todos sabem, Orkutizou. Mas agora parece que todos tem um perfil no Facebook – seu antecessor, nos dias de glória. Por que a rede social mais popular do mundo também não “Orkutiza”?

Afinal, todos estão lá e, anos após sua ascensão, ainda acessamos a rede social todos os dias. Segundo uma pesquisa, publicada pelo Journal of Broadcasting & Electronic Media, isso acontece porque sua função foi mudando com o tempo – coisa que o Orkut, por exemplo, não fez.

Isso significa que os preceitos do Facebook de dar às pessoas “um mundo mais conectado e a habilidade de compartilhar” não são mais válidos, pelo menos não na prática. O motivo pelo qual entramos lá todos os dias, agora, é simplesmente nosso desejo de nos entreter.

Como assim? Em 2008, uma pesquisa mostrou que o motivo pelos quais as pessoas acessavam o Facebook era para fazer e manter amigos. Agora essa razão se desgastou e a maior parte dos usuários afirma que entra na rede para “passar o tempo” e para “se divertir”. Outro motivo apontado foi o desejo de expressar seus próprios sentimentos – não importando, exatamente, para quem.

A pesquisa não é perfeita – ela não aborda todos os motivos complexos individuais que podem levar a pessoa a acessar o facebook e que podem ser classificados como “passar tempo” (stalkear o ex namorado/a, saber quais colegas de faculdade não são tão sucedidos quanto você, etc.), mas já mostra que, atualmente, nossos motivos para nos engajar em uma rede social não são tão nobres quanto antigamente.

Tendo isso em vista, é óbvio que o Facebook procura se adaptar, para tornar mais fácil a vida dos usuários, mesmo que seus objetivos lá dentro mudem. Isso justificaria todas as mudanças drásticas na rede (perfis em formato de timeline, por exemplo), embora se ela tenha acertado ‘na mão’ na hora de fazê-las ainda seja questionável.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.