Pergentino Holanda

Fernando e Teresa Sarney aplaudem goleada do Brasil no Catar

Mais: Neymar já é uma lenda

PH

Teresa e Fernando Sarney
Teresa e Fernando Sarney

Na goleada de ontem do jogo do Brasil contra a Coreia do Sul, Teresa Sarney, ao lado do marido Fernando Sarney, vestiu roupa verde para dar sorte à torcida brasileira no Catar. E deu!

--------------------------------------

Neymar já é uma lenda

Quando Neymar joga, o Brasil atua diferente. O show apresentado pelos brasileiros na goleada sobre a Coreia do Sul na tarde de ontem (horário do Brasil) teve também a marca do camisa 10.

O pênalti convertido por ele o colocou em uma lista pra lá de seleta quando o assunto é Copa do Mundo.

Apenas dois brasileiros haviam conseguido fazer gol em três edições de Copa do Mundo até então: Pelé e Ronaldo.

Neymar agora faz companhia aos lendários ex-jogadores da Seleção Brasileira.

Neymar já é uma lenda...2

Neymar marcou quatro vezes na Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Ele fez dois gols na estreia contra a Croácia e voltou a balançar as redes duas vezes diante de Camarões, também na fase de grupos.

Quatro anos depois, na Rússia, Neymar fez gol contra a Costa Rica, na fase de grupos, e também diante do México, nas oitavas de final.

No Catar, a bola na rede da Coreia do Sul foi a primeira do camisa 10 na competição.

Ronaldo fez gol nas Copas do Mundo de 1998, 2002 e 2006. Pelé foi além. O Rei do Futebol conseguiu marcar gols em quatro edições de Mundial: 1958, 1962, 1966 e 1970.

 

No Estádio 974
No Estádio 974

Na ala VIP do Estádio 974, no Catar, os eternos craques brasileiros Roberto Carlos, Cafu, Rivaldo e Ronaldo Fenômeno posaram com o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, e com o vice Fernando Sarney

 ---------------------------------------------------------------

Brasil ganha torcida no Catar

A Seleção do Catar caiu ainda na fase de grupos da Copa do Mundo de 2022. Com isso, os torcedores cataris tiveram que escolher outras equipes para torcer ao longo do mundial e parece que o Brasil é uma das preferidas dos moradores do país.

Pelo menos foi o que se observou ontem quando os cataris foram para o estádio – e até mesmo fora – torcer pela Seleção Brasileira.

E tiveram muito o que comemorar com a goleada aplicada à Coreia do Sul.

Em tempo: os torcedores cataris exibiram uma bandeira do Brasil com a mensagem "miss you Neymar" (sentimos sua falta, Neymar, em tradução livre). Além disso, eles usaram camisas e objetos nas cores verde e amarela.

A recuperação de Neymar

Nada é mais importante do que a recuperação de Neymar. Aqueles que imaginam que ele não faz diferença estão enganados. Temos um time de bons jogadores, mas nenhum extraterrestre.

Ele teve ontem um jogo contra um time muito menor. E sexta-feira terá o segundo, ou seja, com possibilidades de recuperar sua condição atlética.

Na partida contra a Coréia do Sul, o Brasil começou a apresentar um grande futebol. Que Neymar seja, a partir de agora, a grande diferença como Messi e Mbappé estão sendo nas suas seleções.

DE RELANCE

Feriado de 8 de dezembro

Dia 8 de dezembro é feriado? O dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, celebrado no dia 8 de dezembro em algumas cidades e estados, é uma data pouco conhecida e que gera dúvidas em muitas empresas sobre a obrigatoriedade de folga aos seus empregados.

O dia da Nossa Senhora da Imaculada Conceição celebra a vida e virtude da Virgem Maria, mãe de Jesus, concebida sem a marca do pecado original.

O comércio lojista de São Luís está autorizado a funcionar. Aqui, o feriado é municipal. Segundo a Fecomércio-MA, acordo firmado entre a entidade e o Sindicato dos Empregados no Comércio de São Luís (Sindcomerciários), prevê que os estabelecimentos comerciais de ruas, avenidas, galerias e centros comerciais podem abrir as portas das 8h às 18h, e as lojas de shopping centers das 10h às 22h.

Já as empresas que desejarem abrir na data deverão pagar as horas trabalhadas com acréscimo de 100% sobre o valor da hora normal aos empregados, uma vez que o trabalho no feriado é considerado extraordinário. Além disso, deverá ser pago uma gratificação no valor de R$ 40 aos trabalhadores convocados na data, ao final do dia.

Feriado de 8 de dezembro...2

A Fecomércio-MA destaca, ainda, que essas regras não se aplicam aos supermercados e farmácias, cujas atividades são consideradas essenciais, podendo funcionar em horário livre no feriado.

Por falta de previsão legal, a data não é um feriado nacional, ela é adotada individualmente em algumas regiões brasileiras, como é o caso do Amazonas e Maranhão.

Por isso, para que o dia seja considerado um feriado, é preciso existir uma lei municipal ou estadual que determine isso.

 

No Estádio 974
No Estádio 974

Outro flagrante da ala VIP do Estádio 974, reunindo o membro do Conselho Mundial da FIFA Fernando Sarney, o Chefe de Amiri Diwan HE Sheik Saoud Bin Abdulrahman Al Thani, e os craques Ronaldo e Rivaldo, durante o jogo do Brasil contra a Coreia do Sul

Argentina está “ilusionada”

A Argentina está “ilusionada”. Essa palavra, que não tem uma tradução literal na língua portuguesa, é pronunciada a todo momento por jogadores e torcedores argentinos no Catar e resume com perfeição o sentimento dos hermanos.

Bem diferente da “ilusão” brasileira, “se ilusionar” tem uma conotação positiva e significa em espanhol algo como “acreditar com esperança”.

– É muito emocionante ver a torcida “ilusionada” e sempre nos apoiando. Nos encanta ver a forma apaixonada como os nossos torcedores vivem o Mundial – disse Messi.

Ainda a Argentina

A torcida argentina vibra com classificação diante da Austrália no jogo mil de Messi e projeta semi contra o Brasil.

O sofrimento poderia ter sido menor do que uma partida de oitavas de final de Copa do Mundo sugere. Ter a Austrália como adversária era mais um presente do sorteio. A Argentina está nas quartas do Mundial após uma vitória por 2 a 1, no sábado. O jogo número 1.000 de Messi foi uma confraternização em Buenos Aires e aumentou ainda mais as esperanças da busca pelo terceiro título mundial.

O adversário nas quartas será a Holanda, na sexta-feira, às 16h.

Ainda a Argentina...2

Fez calor na capital do país vizinho. Mas não estava tão quente como na partida de uma semana antes, contra o México. Nem na temperatura, nem na tensão. Como o time em campo, também a torcida argentina está menos pressionada e bem mais otimista.

Houve impaciência quando, por volta da metade do primeiro tempo, zagueiros e goleiro australianos trocaram intermináveis três minutos de passes entre si. A transmissão da TV também reclamava, pedia pressão, e os hinchas concordavam.

Quando o murmúrio estava por começar, Messi resolveu. Achou o espaço mínimo entre as pernas dos zagueiros australianos e causou um urro na fan fest. Braços para cima, água espalhada, abraços, gritaria: Argentina 1 a 0.

 

Tereza Sarney com Fadia Saad, Maria Claudia, Francesca e Maria Sol Muñoz
Tereza Sarney com Fadia Saad, Maria Claudia, Francesca e Maria Sol Muñoz

Teresa Sarney tem aproveitado as horas de folga no Catar para conhecer as atrações culturais da cidade. Na foto, com Fadia Saad, Maria Claudia, Francesca e Maria Sol Muñoz fazendo um passeio pelo Centro Cultural Katara

Melhor ataque pega a França

Vossa reverência melhor ataque da Copa, Inglaterra pega a França.

Doze gols em quatro jogos. Média de três bolas na rede adversária por partida, o melhor ataque da Copa do Mundo.

É com esse cartaz que a Inglaterra chega às quartas de final, depois de golear a seleção de Senegal por 3 a 0. O English Team garantiu a classificação para enfrentar a atual campeã França.

Será um duelo de luxo contra a poderosa França. Duelo do artilheiro (Mbappé) contra o melhor ataque da Copa. Quem levará a melhor?

No Catar, Mbappé se tornou o segundo maior artilheiro da seleção francesa em Mundiais. Mas ainda está longe do recordista, Just Fontaine, com 13, todos eles marcados na Suécia 1958 – Fontaine é, até hoje, o maior artilheiro de uma só edição de Copa.

Viva o futebol sul-americano

O maior objeto de desejo de todas as seleções que estão no Catar é a taça, feita de ouro 18 quilates, com 36,8 centímetros de altura e 6,1 quilos.

Réplicas dela são vendidas em diferentes tamanhos e também em formato de chaveiro, pen drive e imã de geladeira, nas lojas de produtos oficiais da Copa. Uma versão enorme, inflável, está no meio do gramado sempre antes dos jogos.

A taça do Mundial reina soberana em Doha.

Viva o futebol sul-americano...2

É uma tradição: todas as confederações criam suas “casas”, espaços de divulgação nas principais cidades dos países-sede do Mundial.

No Catar, a Confederação Sul-Americana de Futebol montou uma estrutura com uma enorme árvore prateada no centro, representando as raízes do futebol da região, que exporta jogadores para todo o planeta.

No entorno deste tronco, um desfile do melhor que os sul-americanos já produziram para o futebol mundial. Em uma parede, há uma enorme foto de Neymar e Messi abraçados. Há também estátuas em tamanho real do Rei Pelé e de Diego Maradona.

Viva o futebol sul-americano...3

A cultura, a arquitetura e o folclore do sul das Américas também está representado no Catar. Bandeiras em verde e amarelo lembram qual é a única seleção pentacampeã na história. Pequenas casas coloridas fazem referência ao bairro Caminito, em Buenos Aires.

Além disso, todas as manhãs, as taças originais da Copa América, Libertadores e Sul-Americana, masculina e feminina, são colocadas em redomas de vidro que atraem a atenção de quem passa.

Quem já visitou esse espaço, ficou pensando no quanto o futebol da América do Sul contribuiu e contribui para a história do esporte. Seria necessário muito mais do que uma pequena exposição para dividir toda essa experiência e essas conquistas, mas esse cantinho sul-americano no Catar fez os maranhenses que estão por lá sentirem orgulho de onde vieram.

Só temos duas seleções sul-americanas nas oitavas: Brasil e Argentina. As duas preferidas dos torcedores locais, que desfilam por Doha vestindo camisetas verde-amarelas e azuis e brancas.

Está faltando paridade técnica

Sou torcedor e comentarista de futebol apenas em Copa do Mundo. E por isso mesmo posso afirmar como bom observador que se revelaram grandes as diferenças técnicas das seleções nas oitavas de final.

Em nenhum momento até agora tivemos paridade técnica. Foi sempre um grande contra um pequeno. E ontem tivemos Brasil x Coreia do Sul. Não foi exatamente o que eu gostaria de ver numa Copa do Mundo.

Prefiro jogos com times de capacidade semelhante lutando por vitórias.

O jogo de sábado de França e Inglaterra tem tudo para ser um grande jogo. Promete muitas emoções.

 

Teresa e Fernando Sarney com a secretária-geral da FIFA, Fatma Samoura e Maria Muñoz
Teresa e Fernando Sarney com a secretária-geral da FIFA, Fatma Samoura e Maria Muñoz

Teresa e Fernando Sarney com a secretária-geral da FIFA, Fatma Samoura, e a equatoriana Maria Sol Muñoz, que é membro do Conselho da FIFA, onde representa a Confederação Sul-Americana de Futebol. e hoje está mudando de idade

Programa faz a diferença

Na gestão Bolsonaro, algumas áreas do SUS receberam orçamento de guerra contra a Covid, mas houve cortes em outros programas.

O programa Farmácia Popular, parceria com farmácias que distribui remédios de graça ou com até 90% de desconto para diabetes, hipertensão, asma e Parkinson, perdeu R$ 1,2 bilhão neste ano e, para 2023, deve sofrer corte de mais 59%.

Para evitar a piora de doenças crônicas, o orçamento do Farmácia Popular deve ser “recomposto de imediato”, defende a vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e professora da Faculdade de Saúde Pública da USP, Marília Louvison:

– Muitos pacientes hipertensos e diabéticos são absolutamente dependentes desse programa e nem sempre encontram medicamentos na sua unidade básica de saúde. Temos pacientes que tomam medicamentos para baixar colesterol e tratar hipertensão, vão à farmácia, não encontram remédio e não têm dinheiro. Aí diminuem a dose ou deixam de comprar.

No jantar de ontem no restaurante Cabana do Sol, as escritoras Valquíria Guillemin Imperiano e Dilercy Adler com o Repórter PH
No jantar de ontem no restaurante Cabana do Sol, as escritoras Valquíria Guillemin Imperiano e Dilercy Adler com o Repórter PH

Novo livro sobre Maria Firmina

A escritora Valquíria Guillemin Imperiano, que há muitos anos reside na Suíça, está em São Luís para fazer o lançamento de um livro sobre a maranhense Maria Firmina dos Reis, considerada a primeira romancista negra da literatura brasileira.

O livro “Maria Firmina dos Reis - homenagem pelo seu bicentenário de nascimento” está saindo  em uma bonita edição da Cultive.

A noite de autógrafos será durante a 15ª edição da Feira do Livro de São Luís, que foi aberta ontem no Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), no Campus do Bacanga. E segue até o dia 13 de dezembro.

Com o conceito “15 anos mirando o mundo”, a Feira do Livro 2022 homenageia três importantes personalidades da literatura maranhense: Maria Firmina dos Reis, Almeida Galhardo e Carlos Cunha.

A programação gratuita conta com palestras, rodas de conversa, aulas-show, seminários, oficinas, minicursos, exposições, lançamentos de livros, sessões de cinema, bate-papos, contações de histórias, espetáculos e performances teatrais.

Quem é Valquíria?

Valquíria Guillemin Imperiano nasceu em João Pessoa, na Paraíba, mas é naturalizada na Suíça, onde mora desde 1997. Ela é escritora, artista plástica e presidente da Association Cultive D'Art Littérature et Solidarité.

Com sede em Genebra, na Suíça, a Associação foi criada por Valquíria para divulgar a cultura lusófona na Europa.

Para isso, organiza exposições de arte, vernissages, encontros literários e tardes de autógrafos.

Todos os seus trabalhos culturais são aliados a projetos filantrópicos.

Para escrever na pedra:

“Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens”. Do poeta português Fernando Pessoa.

TRIVIAL VARIADO

O fotógrafo Paulo Soares está de luto com o falecimento do seu pai Ezequias Leite, ocorrido domingo em Colinas.

'Esta Copa do Mundo é uma obsessão. É a competição dos meus sonhos' – De Kylian Mbappé, após comandar a vitória de 3 a 1 da França sobre a Polônia, pelas oitavas de final do Mundial do Catar. O atacante da seleção francesa brilhou na partida, fazendo dois gols e uma assistência.

Faça chuva ou faça sol, manifestantes contra o resultado das eleições seguem acampados em frente ao 24º BC, no João Paulo, em São Luís. Com faixas, famílias inteiras ocupam as calçadas e canteiro central da praça Duque de Caxias em frente ao quartel.

Como tudo está dando certo e o Brasil continua na Copa, a semana que começou ontem terá, na prática, apenas dois dias úteis completos. Ontem, o meio expediente foi em razão do jogo Brasil e Coreia do Sul pelas oitavas de final da Copa. Dia 8 é feriado e sexta-feira o Brasil joga contra a Sérvia.

Nesta terça-feira a Suíça terá chance de se candidatar ao posto de zebra da Copa do Mundo do Catar, ainda que tenha mais vitórias do que derrotas contra Portugal em competições europeias.

No assunto: o craque português Cristiano Ronaldo, por sua vez, terá oportunidade de recuperar a moral que perdeu por não ser decisivo como seus compatriotas esperavam.

Tem mais: a partir das 16h (horário de Brasília), no estádio Lusail, os portugueses vão em busca de uma vaga nas quartas de final, precisando superar Shaqiri e companhia.

Em tempo: a Suíça contará com o retorno de seu goleiro titular, o bonitão Yann Sommer, eleito melhor em campo na vitória sobre Camarões e curado de uma gripe que o tirou de combate no duelo decisivo contra a Sérvia.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.