Pergentino Holanda

Goleiro suíço chama atenção nas redes sociais

Mais: Batalha de dança no Catar

PH

O goleiro Yann Sommer visto em dois momentos de beleza plena
O goleiro Yann Sommer visto em dois momentos de beleza plena

O goleiro mais bonito da Copa

Quem acompanhou o jogo do Brasil contra a Suíça, segunda-feira, na Copa do Mundo do Catar, reparou na atuação do goleiro Yann Sommer. Para além das defesas que renderam elogios e “atrasaram” o grito de gol dos brasileiros, o atleta chamou atenção da web devido à beleza exuberante.

Após o jogo do Brasil contra a Suíça, o nome de Yann Sommer, goleiro da seleção Suíça de futebol masculino, está entre os mais buscados da web. Isso porque, além de goleiro, Sommer tem pinta de modelo, é músico, cozinha, surfa, é casado e tem duas filhas.

“Rodrigo Hilbert” suíço, como está sendo chamado, é casado com uma advogada alemã e tem duas filhas pequenas, Mila e Naya. Sommer compartilha fotos da família nas redes sociais.

E tem mais: além de muito bonito, o goleiro aprendeu a tocar violão na Escola de Música de Düsseldorf, na Alemanha, onde assisti a um concerto de Wagner Tiso, em 1982, acompanhado da modelo Marina Montini que depois eu trouxe a São Luís para fazer um espetacular desfile de moda para a boutique Studio Moda, de Ana Maria Imbroisi.

Uma batalha de dança no Catar

Nas ruas de Doha, um grupo perfomava uma dança cultural do Catar ao som de instrumentos de percussão quando brasileiros se aproximaram e “desafiaram” os árabes em uma batalha de dança,  na noite desta sexta-feira (25).  O criador de conteúdo Cristian Bell e outros amigos influencers foram as pessoas que “puxaram” a brincadeira, que viralizou na internet.

Nas ruas de Doha, um grupo perfomava uma dança cultural do Catar ao som de instrumentos de percussão quando brasileiros se aproximaram e “desafiaram” os árabes em uma batalha de dança,  na noite desta sexta-feira (25).  O criador de conteúdo Cristian Bell e outros amigos influencers foram as pessoas que “puxaram” a brincadeira, que viralizou na internet.

O que eles têm em comum

Espanha, Brasil, Arábia Saudita e Japão, quatro das equipes que mais se destacaram na Copa do Mundo até aqui, têm em comum o reaproveitamento, no Catar, de boa parte de seus elencos que disputaram os Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano passado.

Alemanha e Argentina, protagonistas dos dois maiores fracassos, vão pelo caminho contrário. Artilheiro das Olimpíadas, Richarlison é também um dos artilheiros da Copa até aqui.

O futebol masculino é disputado nos Jogos Olímpicos por times sub-23, mas, por conta do adiamento causado pela pandemia, em Tóquio as equipes foram sub-24 – logo, com atletas que faziam aniversário de 24 anos até o fim de 2021.

Além disso, os elencos podem ter três atletas mais velhos.

O insubstituível

Tenho implicância com chavões. Sei que eles nos ajudam a resumir certas situações que exigiriam alguns parágrafos a mais de explicação, mas minha bronca é com o contexto. O chavão, por si só, induz ao erro.

Houve um tempo em que bola para o mato era jogo de campeonato. Zagueiros que trocassem passes não se criavam. Irresponsáveis. Eram vistos como ególatras, capazes de pôr tudo a perder pela vaidade de se acharem o armador.

Mesmo exceções como Domingos da Guia, Mauro Galvão ou De León, vez por outra desciam uma machadada na fíbula de quem se atrevesse a driblá-los, para provar que, no fundo do peito, batia um genuíno coração de zagueiro.

O insubstituível…2

Há quem diga que, no Interior profundo, ainda resiste a máxima de que zagueiro não pode saber ler. Entrou no ônibus fazendo palavras cruzadas? Perigo. Qualquer requinte é fatal.

No padrão Copa do Mundo, não é mais assim. Vitão fica 18 jogos sem cometer falta e vai para a lista dos 55 de Tite. Veremos Marquinhos e Thiago Silva fazendo a saída de bola da Seleção como se fossem o 8 e o 10 do passado.

Se chutarem para o mato no primeiro aperto, a ilusão de segurança não dura 15 segundos, com o risco de voltar nos pés de um Mbappé da vida.

O insubstituível…3

Então, essa história de que ninguém é insubstituível não passa de chavão, um raso e frio chavão.

Ninguém jamais substituirá Winston Churchill, nem que seja pelo fato de que não haverá mais um mundo ameaçado pelo nazismo a ser salvo. Não existirá outro líder pacifista da dimensão de Mahatma Gandhi para expulsar o Império Britânico da Índia sem violência. Nem um homem capaz de resistir 27 anos na cadeia, como Nelson Mandela resistiu, amparado pela força indestrutível de seus ideais, e de lá sair para acabar com o Apartheid sem revanchismos.

Não haverá outro Pelé, Roberto Carlos ou Ayrton Senna. Para os argentinos, só há um Maradona, Perón ou Mafalda.

No restô Pianco, em Teresina
No restô Pianco, em Teresina

Lydia Moraes Correia, Maurício Paes Landim, Laura Ferreira Santos, Luiz Airton Santos Junior e Jozias Benedicto Moraes Correia, no restô Pianco, em Teresina

Noite de amizade em Teresina

Sempre festejando a vida, Lydia Moraes Correia e seu irmão Jozias estão circulando em Teresina e foram conhecer o badalado restaurante “Pianco”. 

Formavam grupo com os dois, os convidantes, médico mastologista Luiz Airton Santos Júnior e o cardiologista Maurício Paes Landim, mais a economista Laura Ferreira Santos.

Lydia e Jozias também ficaram encantados com a alta gastronomia do restaurante “Cinco Sentidos”, a mais nova sensação da capital piauiense e onde encontraram nossos amigos Idezina e Paulo Guimarães.

Jogo na praça

O próximo encontro entre os torcedores e a “Copa da Prefs”, da Prefeitura de São Luís, será na próxima sexta-feira, às 16h, durante o jogo do Brasil contra a seleção de Camarões.

A torcida desta Capital está seguindo em peso para a Praça Nauro Machado para torcer e vibrar com a seleção brasileira de futebol.

Os jogos são transmitidos em telão, seguidos de programação cultural.

A partida entre Brasil e Suíça, ocorrida na segunda-feira (28), reuniu uma multidão que coloriu de verde, amarelo, azul e branco o Centro Histórico tombado como Patrimônio Cultural da Humanidade.

DE RELANCE

A glória de Cristiano Ronaldo

O grande poeta e cronista gaúcho Fabrício Carpinejar dedicou ontem uma bela crônica para o craque português Cristiano Ronaldo, de quem guardo a lembrança de um almoço oferecido por sua mãe, Dona Maria Dolores Aveiro, para o amigo José Dias, com a presença do craque, ainda no começo da glória.

Diz Carpinejar: “Cristiano Ronaldo, quando não faz gol, ainda faz gol”.

E lembra que o craque ultrapassou oitocentos gols na carreira, de tudo o que é jeito: de trivela, de calcanhar, de letra, e até de bicicleta pelo Real Madrid em quartas de final da Liga dos Campeões contra o Juventus, uma das mais perfeitas pedaladas no ar da história da competição europeia, com o pé muito acima da cabeça do defensor.

Na Copa do Catar, ele fez um gol que nem mesmo Pelé conseguiu: um gol de corta-luz.

O quique camuflado

Há alguns anos, durante um almoço oferecido por Fernando Sarney para o técnico Luiz Felipe Scolari, o gaúcho me disse que Cristiano ainda seria o maior jogador de futebol do mundo.

Não demorou e o capitão lusitano foi eleito o melhor do mundo, em 2008, o que se repetiu mais quatro vezes, em 2013, 2014, 2016 e 2017.

Único jogador a marcar em cinco Copas, ele não precisou tocar na bola para ela entrar contra o Uruguai.

Mas a bola só entrou porque ele se posicionou na frente do goleiro uruguaio Sergio Rochet e empreendeu o movimento de cabeçada que camuflou o quique da pelota lançada por Bruno Fernandes, seu sucessor no reinado português.

Um gol sobrenatural

Assim como confessou Carpinejar, eu também já tinha visto tudo o que é gol, até de barriga, mas jamais um gol tão poético como o do Cristiano Ronaldo, um gol que é heterônimo de Fernando Pessoa, um gol que é verso de Camões, um gol que “é fogo que arde sem se ver, é ferida que dói e não se sente, é um contentamento descontente, é dor que desatina sem doer”.

Ou seja: um gol de espírito, um gol de sopro, um gol de alma. Um gol ausente feito de uma presença assustadora na pequena área, do medo do arqueiro diante da lenda em carne e osso. Um gol sobrenatural, derivado da astúcia de Cristiano Ronaldo, de seu posicionamento, de sua mímica.

Com esse gol inusitado, imprevisível, ele se iguala a Eusébio, o Pantera Negra, como maior artilheiro da seleção portuguesa em Copas do Mundo.

Oitavas de final da Copa do Catar

Os primeiros dois confrontos das oitavas de final da Copa do Mundo 2022 foram definidos ontem. A Holanda vai pegar os Estados Unidos e a Inglaterra enfrenta o Senegal.

Holanda e Estados Unidos abrem o mata-mata da maior competição de seleções do planeta, no sábado, às 12h. No mesmo dia, às 16h terá o jogo entre o primeiro colocado do Grupo C (Polônia, Argentina, Arábia Saudita e México disputam a vaga), contra o segundo lugar do Grupo D (França, Austrália, Dinamarca ou Tunísia).

Inglaterra e Senegal se enfrentam no domingo, às 16h. Antes, às 12h, o primeiro colocado do Grupo D (somente França ou Austrália podem alcançar o posto) joga com o segundo do Grupo C (todos podem ficar nesta posição).

Os holandeses bateram o Catar por 1 a 0, enquanto Senegal garantiu a classificação com uma vitória suada contra o Equador. Na outra chave que já foi definida, os ingleses golearam os galeses por 3 a 0, e os norte-americanos derrotaram os iranianos por 1 a 0.

Show de Tatto

O cantor e compositor Tatto Costa completa 25 anos de carreira e vai comemorar com show no dia 10 de dezembro, no espaço gastronômico Nonno Giotto.

Ele se apresentará com Dark Brandão na percussão e Sued Richarllys na guitarra e violões.

O show contará também com as participações especiais de Chiquinho França, Djalma Chaves e Josias Sobrinho.

Show de Tatto...2

Tatto Costa é maranhense e reside há mais de 20 anos em Belo Horizonte. Ele começou sua trajetória como percussionista no grupo Ensaio TRÊS, comandado pelo violonista Celson Mendes.

O artista tem quatro CDs lançados, sendo o mais recente intitulado “O Tempo” e um CDBOOK com 84 páginas que contempla várias linguagens artísticas.

Pará e Maranhão juntos no Catar

A Copa do Mundo se destaca pela torcida de brasileiros no Catar, que está dando sorte para a nossa seleção; sem falar nos encontros de pessoas queridas de várias partes do país que se encontram em Doha.

Segunda-feira, por exemplo, antes do jogo de Brasil e Suíça, houve um encontro entre Pará e Maranhão.

Explico, o conselheiro mundial da Fifa Fernando Sarney se encontrou com o paraense Giovanni Maiorana, filho do seu grande amigo e também empresário de comunicações Romulo Maiorana e de Flávia Chaves, figura muito querida em São Luís desde os tempos em que esteve aqui, à frente da área de imprensa da Amazônia Celular.

Giovanni Maiorana estava acompanhado de outro paraense, o deputado estadual Gustavo Sefer.

 

No Catar, Fernando Sarney com os paraenses Giovanni Chaves Maiorana e o deputado Gustavo Sefer
No Catar, Fernando Sarney com os paraenses Giovanni Chaves Maiorana e o deputado Gustavo Sefer

Histórias Conectadas

Apresentar e discutir os rumos empíricos, teóricos e metodológicos da História Global e da História Conectada será o objetivo do III Seminário Internacional Histórias Conectadas, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Maranhão.

O evento será realizado entre os dias 6 e 9 de dezembro, de modo híbrido: presencial no Centro de Ciências Humanas, na Cidade Universitária Dom Delgado, e on-line pelo canal do PPGHis no YouTube.

Este ano, os temas centrais são “As Diásporas Africanas e os Diálogos Transdisciplinares sobre Gênero” e “As Histórias das Mulheres”.

Também será abordado o intercâmbio acadêmico e as trocas de experiências entre docentes e discentes dos cursos de mestrado e doutorado, com participação de pesquisadores da Europa, Estados Unidos, África e América Latina.

 

Lenita Lago Bello
Lenita Lago Bello

Lenita Lago Bello está movimentando a cidade com sua Feira Criativa, com belíssimos trabalhos em costura, bordado, crochê, bijuteria e papelaria artesanal

Lenita comanda Feira Criativa

Um dos grandes sucessos deste período pré-natalino em São Luís é a Feira Criativa, uma feira de artesanato que a oficina de costura de Lenita Lago Bello está realizando.

Sua filha Christiana também faz parte do projeto com a sua Christi Bijuterias.

A promoção tem à frente Aniele Shimpo Krause, da Oficina ¼ de Vestir, da qual Lenita também faz parte, com belíssimos trabalhos em costura, bordado, crochê, bijuteria e papelaria artesanal.

A Feira está acontecendo desde o dia 26 de novembro e se prolonga até o dia 17 de dezembro, sempre das 15 às 19h, na Panificadora Mundo de Coisa, no Renascença.

Para escrever na pedra:

“Quem só tem o espírito da história não compreendeu a lição da vida e tem sempre de retomá-la. É em ti mesmo que se coloca o enigma da existência: ninguém o pode resolver senão tu!” De Friedrich Nietzsche.

TRIVIAL VARIADO

 O Índice de Confiança do Empresário Industrial do Maranhão (ICEI-MA) sofreu uma variação negativa de 13,7 pontos na mudança de outubro para novembro de 2022, passando de 61,3 para 47,6 pontos; um indicativo de que a confiança dos empresários maranhenses foi abalada pelas incertezas provocadas pelos resultados das eleições.

Data consciente: 1º de dezembro é o Dia Mundial de Luta contra a Aids, uma oportunidade de combater o preconceito na sociedade.

Está bonito sair à noite em São Luís, onde é forte o perfume de mulher bonita e bem vestida nos bares e restaurantes da cidade participando de festas e jantares de formaturas e amigos ocultos, eventos tradicionais de fim de ano.

O jovem poeta Vinicius Bogéa toma posse hoje à noite na Academia Ludovicense de Letras, onde vai ocupar a cadeira nº 18, cujo patrono é Coelho Neto. A solenidade será realizada no Palácio Cristo Rei, às 19h, na Praça Gonçalves Dias.

Mário Moraes e Mário Júnior, dois nomes intrinsecamente ligados ao ritmo mais popular do Brasil no Maranhão, vão comandar a festa em homenagem ao Dia Nacional do Samba no Casarão Colonial, na Rua Afonso Pena, Centro Histórico de São Luís, nesta sexta-feira, dia 2. A programação terá início logo após o jogo do Brasil, independentemente do placar. O palco de madeira posicionado no centro do jardim será ocupado pela banda Feijoada Completa e pelo cantor Ivan Marques, além de convidados das duas atrações.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.