Música

Alcântara em novo clipe de Paolo Ravley

Artista maranhense radicado em Paris escolheu a cidade histórica para gravar o clipe de "Selvagem"

Evandro Júnior / Na Mira

- Atualizada em 23/11/2022 às 10h06
Paolo Ravley
Paolo Ravley (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - O cantor maranhense radicado em Paris Paolo Ravley segue chamando atenção com o clipe da música “Selvagem”, gravado na cidade histórica de Alcântara, um dos mais belos pontos turísticos do Maranhão. O vídeo já soma 133 mil visualizações. 

“Algo místico me atraía a essa cidade e a suas antigas edificações. Convidamos Dona Marlene, uma das caixeiras da festa do Divino Espírito Santo, para participar e ela nos deu a honra de aceitar o convite. Ela traz uma leveza, algo como a personificação de Gaia, a mãe, o início de tudo, a Terra. ‘Selvagem’ é um grito de socorro, ora pessoal, ora coletivo”.

A música consta da versão Deluxe do primeiro álbum de Ravley, intitulado “Mundos”, disponível em todas as plataformas digitais. Ao todo, a reedição conta com as 13 faixas originais mais o single “Carcará” e três novos fonogramas: “Clareia”, “Um Cheiro e Um Dengo” e a já citada “Selvagem”.

“Selvagem” é um chamado e uma chama para a humanidade rever o percurso traçado até aqui. “A brincadeira é chegar à beira do abismo da indecisão”, diz o artista.

O álbum "Mundos" começou a ser elaborado entre 2019 e 2020. Algumas músicas, inclusive, foram compostas no contexto pandêmico. A sonoridade do álbum é uma fusão entre sintético e orgânico, apontando para uma comunhão entre a terra e as tecnologias.

“No álbum, eu converso muito sobre vários aspectos da minha própria existência e aproveito, em ‘Selvagem’, para unificar o canto ao todo, para cruzar a minha individualidade com o coletivo. Abro os olhos e vejo o caos ao som da clave, ao som de aves em extinção. O planeta pede socorro e nós temos o dever de ouvi-lo. Cada uma das inéditas traz um pouquinho dessa atmosfera que ora conta uma história, ora nos faz refletir, ora é puro gingado”, finaliza o cantor. 

“Mundos” é para quem gosta de ícones como Duda Beat, Jaloo, Davi Sabbag e Madonna. Essas inspirações são reflexos da origem brasileira de Paolo Ravley somada à vivência na cena europeia, mais especificamente com os selos Serial Records, Scorpio Music e Armada Music. 

A produção musical é do próprio Paolo, considerado uma das grandes promessas da cena pop e lgbtqia+, em parceria com Bruno Bona da SoundDesign (SP). Na banda base, Ricardo Braga (percussionista) André “Dreg” Araújo (guitarras), Thiago Leal (baixo) e Ico dos Anjos (programação).



 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.