São João 2022

Dança do Boiadeiro: da tradição do sertanejo ao country americano

Conheça um pouco mais sobre uma das danças tradicionais que embalam as festas juninas.

Na Mira

- Atualizada em 17/06/2022 às 19h16
Grupo Laço de Ouro em apresentação nas festas juninas de 2018. (Foto: Reprodução)
Grupo Laço de Ouro em apresentação nas festas juninas de 2018. (Foto: Reprodução)

MARANHÃO - Diretamente associada à música sertaneja no Brasil, a Dança do Boiadeiro, ou Country tradicional, teve sua origem no dos Estados Unidos, no começo do século XIX, quando imigrantes ingleses começaram a povoar o interior do território, na chamada corrida pelo ouro. Ligada a alguns estados do sul do país norte-americano como Louisiana, Idaho, Novo México e Texas, a dança country resgata a exaltação da zona rural, a simplicidade típica da vida no campo.

A denominação ‘country’, proveniente do inglês, refere-se a ‘interior’, ‘campo’. A Dança do Boiadeiro surgiu influenciada por muitas outras formas de dança popular, como danças do norte europeu, swing e as danças tradicionais dos fazendeiros americanos.

Grupo Laço de Ouro performando no São João de 2022. (Foto: Reprodução)
Grupo Laço de Ouro performando no São João de 2022. (Foto: Reprodução)

A dança, que chegou ao folclore maranhense em meados de 1990, pode se estruturar de diversas maneiras, como em pares, sem par, em fila, com coreografias compassadas ou livres, desde que a estrutura básica seja preservada. Alguns dos passos tradicionais são:

Western-  Um dos passos mais característicos, com movimentos fortes e bem marcados. 

Two-Step - Estilo usado majoritariamente danças do Maranhão; preservando a dança de casal, coreografada, dançada livre ou em círculos, como em uma quadrilha. 

Partner Dance - dança de par, a mais parecida com a dança de salão, onde não existe coreografia e a sequência de passos é definida pelo comando do cavalheiro.

Grupo Laço de Ouro. (Foto: Reprodução)
Grupo Laço de Ouro. (Foto: Reprodução)

A Dança do Boiadeiro, na cultura maranhense, tem inspiração direta no homem do campo e o peão das vaquejadas. Os grupos tradicionais costumam se apresentar nas festas juninas em casais, com movimentações sincronizadas, embaladas por repertório formado por música sertaneja, forró e música country. 

Além da música, as vestimentas utilizadas na dança country remetem diretamente à vida campestre, com chapéus de cowboy e botas, com bastante brilho e sem economizar nos recortes de franjas e cores vibrantes. 

Em entrevista ao Imirante, o vice-diretor do Grupo Laço de Ouro, fundado em 1999, Nilton Carlos Costa dos Santos, comentou sobre as dificuldades de manter viva a tradição da dança no Maranhão: “A Dança do Boiadeiro, apesar de fazer parte do nosso folclore maranhense há bastante tempo, ainda não recebe o apoio devido da secretaria de cultura do nosso estado, como verbas para as indumentárias e transporte, assim trazendo uma grande dificuldade para colocar as danças countrys nos arraiais da cidade de São Luís”.

Nilton, que foi brincante por aproximadamente quatro anos antes de fazer parte da diretoria, afirmou que, apesar das dificuldades, é gratificante poder voltar aos palcos das festas juninas: “A maior alegria em poder voltar aos palcos do São João, é ver a satisfação é entusiasmo dos nossos brincantes em participar da dança e o brilho nos olhos dos telespectadores que esperam por um grande espetáculo!”, disse ele. Confira um trecho da apresentação do grupo de dança country Laço de Ouro:



 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.