Pergentino Holanda

PH Revista: A alegria das festas juninas

Mais: Encontro de dois grandes escritores

PH

- Atualizada em 04/06/2022 às 15h51
O destaque de capa do PH Revista neste fim de semana é a bela nutricionista Natália Borges vista pela lente de Ayrton Valle
O destaque de capa do PH Revista neste fim de semana é a bela nutricionista Natália Borges vista pela lente de Ayrton Valle

CLIQUE AQUI E LEIA O PH REVISTA NA ÍNTEGRA

É grande o entusiasmo em São Luís vive por conta da volta triunfal das festas juninas em praça pública, depois de dois anos de proibição por causa da pandemia.

Todo mundo aplaudiu a programação festiva por não se limitar à Capital, mas sim aberta à maioria dos municípios maranhenses que tem neste período eventos que geram, além de entretenimento, empregos e renda para diversos segmentos envolvidos na organização.

Em tempos de economia difícil, retomar a festa significa mais dinheiro circulando, mais alegria e envolvimento com as raízes de nossa cultura popular.

Após dois anos está sendo possível reverter o impacto na economia, já que o São João mobiliza uma grande cadeia produtiva.

 A alegria das festas juninas...2

Os mais entusiasmados com a programação festiva são os empresários, pelo fato de não só a hotelaria e o comércio ficarem aquecidos, mas também as atividades informais, a exemplo das barracas de comida típica, fabricação e venda de licor e aluguel de casas ou quartos para os visitantes.

O tempo curto para programar a festa é uma das preocupações. Municípios de maior porte já divulgaram a grade do São João, mas não há segurança sobre a disponibilidade de recursos.

Já os municípios menores vão precisar do apoio do governo estadual para entrarem no clima da festa, que é uma das maiores paixões dos maranhenses.

No que depender do entusiasmo do governador Carlos Brandão, não vão faltar recursos para garantir as apresentações das brincadeiras.

O escritor Mia Couto aproveitou sua vinda a São Luís para fazer uma visita ao escritor e ex-presidente da República José Sarney e é visto com ele e Dona Marly Sarney
O escritor Mia Couto aproveitou sua vinda a São Luís para fazer uma visita ao escritor e ex-presidente da República José Sarney e é visto com ele e Dona Marly Sarney

Encontro de dois grandes escritores

Na manhã da última quinta-feira, foi registrado na Ponta d´Areia, um encontro de dois grandes nomes da literatura de língua portuguesa: o escritor moçambicano Mia Couto, que figura como forte candidato ao Prêmio Nobel de Literatura, fez uma visita de cortesia ao decano da Academia Brasileira de Letras, José Sarney, em seu apartamento no Edifício Murano.

O encontro dos dois foi testemunhado pelos escritores Benedito Buzar e Alexandre Lago, mais este Repórter PH e o representante da editora Companhia das Letras, Max Santos.

Mia Couto é membro correspondente da Academia Brasileira de Letras e Sarney é membro correspondente da Academia de Ciências e Letras de Lisboa.

Encontro de dois grandes escritores...2

Durante a conversa de mais de uma hora, Sarney contou para Mia Couto algumas curiosidades que ligam Portugal ao Maranhão. Uma delas foi sobre os azulejos usados primeiramente em São Luís e depois em Lisboa, pelo Marquês de Pombal.

Mia Couto ficou impressionado com a memória luminosa de Sarney, que contou fatos sem esquecer personagens e datas com um conhecimento de mestre.

Ao se despedir, o escritor moçambicano, que trocou livros autografados com Sarney, prometeu que voltará muito em breve ao Maranhão para conhecer o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

O escritor Mia Couto ao lado do anfitrião José Sarney entre o Repórter PH, Alexandre Lago e Benedito Buzar
O escritor Mia Couto ao lado do anfitrião José Sarney entre o Repórter PH, Alexandre Lago e Benedito Buzar

A Festança mais esperada de junho

Em São Luís não se fala em outra coisa. Nas reuniões sociais tudo gira em torno da volta do evento que marcou época nos folguedos juninos desta Capital: a Festança Boi da Lua, que volta aos salões elegantes mais de dez anos depois de sua última edição.

Nos ateliês de confecção de adereços para quem deseja se vestir com as roupas inspiradas nas vestes dos brincantes de bumba meu boi, a movimentação é grande. Chapéus com miçangas e lantejoulas são os mais procurados. Cocar de índias também. Coletes bordados também fazem sucesso.

O certo é que a expectativa é tanta que tudo gira em torno da volta triunfal da Festança, um evento com a grife desta coluna que marcou época na temporada junina maranhense de outras eras.

De volta, agora, uma década depois de sua última edição, a Festança Boi da Lua vem com tudo para ser o ponto mais alto de elegância, charme e glamour dos folguedos juninos.

 As fantasias da Festança Boi da Lua

A Festança Boi da Lua , como todos estão sabendo, será realizada no dia 17 de junho, sexta-feira, nos salões e jardins do Rio Poty Hotel, na Ponta d´Areia.

Sem dúvida, será a grande oportunidade que os convidados terão de usar lindas fantasias inspiradas nos brincantes de bumba-meu-boi.

Prova de que o entusiasmo sobre esse ítem é tamanho que os artesãos de São Luís estão com seus ateliês lotados de encomendas de chapéus de vaqueiros bordados de miçangas e canutilhos, além de peças cintilantes usadas pelos brincantes dessa linda manifestação folclórica do Maranhão.

Todos querem brilhar intensamente na Festança Boi da Lua, que conta mais uma vez com o apoio do Grupo Mirante.

 Os convites para a Festança

Como todos devem estar lembrados, a Festança Boi da Lua foi o evento responsável por levar para os salões elegantes desta cidade, a beleza e o glamour da cultura popular maranhense.

Por conta disso, a Festança Boi da Lua não é uma festa junina nos moldes da receita tradicional de roupas caipiras, mas de indumentárias inspiradas nas ricas fantasias usadas pelos brincantes de bumba meu boi.

Vale lembrar que a Festança retorna agora em grande estilo, reunindo quem é quem na vida social da capital maranhense.

Os convites estão sendo feitos por Teresa Martins. E como é uma festa beneficente, cabe aos convidados fazerem doações para as obras sociais apoiadas pelo Grupo Mirante.

 Onda de boatos

A semana foi marcada por uma série de boatos no meio político.

Especulou-se sobre tudo, na imprensa, nos bastidores dos gabinetes e nas rodas de conversa.

E um dos assuntos mais comentados, sem dúvida, foi a licença para tratamento de saúde tirada pelo governador Carlos Brandão.

 Licença de Brandão

Apesar da especulação maldosa dos adversários, a comunicação do governo do Maranhão pecou imensamente ao não divulgar, de pronto, os reais motivos que levaram Carlos Brandão a ter de recorrer a uma licença mais demorada para convalescer de uma cirurgia realizada em São Paulo.

Com a demora de uma nota oficial, esclarecedora, a oposição se encarregou de espalhar pelo Maranhão as mais variadas versões sobre o afastamento do governador.

 Tempo de recuperação

O governador Carlos Brandão fez uma cirurgia relativamente comum para a retirada de um cisto no rim.

Mas, como toda cirurgia, há sempre a imponderabilidade do tempo de recuperação.

No caso de Brandão, aniversariante da última quinta-feira, a equipe médica entendeu que ele deveria permanecer em São Paulo mais uns dias até a retirada da bolsa de colostomia.

 Governador do Exército

Na ausência de Carlos Brandão, quem assumiu a cadeira do Palácio dos Leões – e atualmente governa o Maranhão – foi o desembargador Paulo Velten Pereira, presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Velten é advogado de carreira e entrou no Poder Judiciário na vaga do Quinto Constitucional destinada à OAB.

Filho do juiz aposentado Manuel Gomes Pereira, Paulo Velten ainda jovem serviu o Exército quando residia no Rio de Janeiro.

 Mia Couto na Cabana

O escritor moçambicano Mia Couto, em animada roda de conversa em almoço oferecido a ele por este Repórter PH, no restaurante Cabana do Sol Praia, falou de seus próximos projetos no campo das artes.

Mia disse que atualmente trabalha na conclusão de um roteiro para um produto cinematográfico.

E que está ultimando os retoques no seu mais novo romance, que conta a história de famílias que viveram os dramas da Primeira Grande Guerra Mundial.

 Eneida de Itapary

O acadêmico Joaquim Itapary doou à Biblioteca Astolfo Marques, da Academia Maranhense de Letras, um exemplar de “Eneida Brasileira – ou Tradução Poética da Epopeia de Públio Virgílio Maro por Odorico Mendes”.

Obra originalmente publicada em 1854, na França, a versão doada à AML por Itapary foi editada em 2016 pela Universidade de Campinas (Unicamp).

“Trata-se de preciosidade bibliográfica, em edição bilíngue Latim/Português, destinada a estudos acadêmicos e aos amantes da literatura clássica”, destacou Itapary em carta à Academia.

 Extraordinária erudição

Na opinião de Joaquim Itapary, a reedição do livro é fruto da “extraordinária erudição filológica e literária do Doutor Paulo Sergio de Vasconcelos”, antigo catedrático de Latim da USP, atualmente professor da Unicamp, onde dirige o Grupo de Estudos de Odorico Mendes.

A obra “Eneida Brasileira” já foi integrada ao acervo da Biblioteca Astolfo Marques, na sede da AML, e em breve, após as devidas medidas de reparo em capa dura recomendadas por Joaquim Itapary, estará disponível para consulta pública.

 Para escrever na pedra:

“Existem coisas muito melhores no futuro do que as que deixamos no passado”. De L.S Lewis

Encontro de amizade no restaurante Mama, na semana passada:  Benjamim Franklin Alves, e Vanuza com Danielle e Silvio Suzart, Fabrícia e Benjamim Alves Júnior em registro de Herbert Alves
Encontro de amizade no restaurante Mama, na semana passada:  Benjamim Franklin Alves, e Vanuza com Danielle e Silvio Suzart, Fabrícia e Benjamim Alves Júnior em registro de Herbert Alves

TRIVIAL VARIADO

 É hoje o grande dia da apresentação da cantora Paula Toller, logo mais à noite, no Palazzo Eventos. Entre as atrações da noite, o super “esquenta”, à partir das 20h, com o DJ Claudinho Polary e o cantor Pandha com sucessos do pop rock.

 Tem mais: depois do show de Paula, a noite continua com a música excelente de PP Junior que promete fechar a programação com chave de ouro.

 Com produção local da Reprise, o público maranhense vai conferir o show que já arrebatou mais de 150 mil pessoas por onde tem passado. Paula Toller, que está no melhor de sua forma artística, apresenta um repertório que contempla toda a sua carreira, em especial os tempos de vocalista da Banda Kid Abelha.

Teresa e Fernando Sarney já estão de volta a São Luís, após um giro rápido com a família por Paris e Londres participando de eventos esportivos. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.