Arte

Exposição do artista visual Marcos Belfort será aberta nesta sexta-feira (3) no Fórum de São Luís

Exposição ficará em cartaz até o dia 28 de junho.

Na Mira, com informações da

Obra do artista Marcos Belfort. (Foto: Divulgação / CGJ-MA)
Obra do artista Marcos Belfort. (Foto: Divulgação / CGJ-MA)

SÃO LUÍS - Será aberta nesta sexta-feira (3), às 10h, na galeria de arte do Fórum Des. Sarney Costa (Calhau), a exposição “Quando nascem flores pelo abstrato real do chão”, do artista visual Marcos Belfort. São 15 obras em que ele usou espátulas em todas as telas abstratas e, nas figurativas, pincéis e derramamento de tinta. A exposição, aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, fica em cartaz até o dia 28 de junho. Para o acesso ao local é exigida a apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19.

“Pinto flores como um acontecimento, onde pulsa a vida no impossível real do chão. Do concreto ao não concreto brota a lucidez transformativa”, afirma ao artista. Ele ressalta que na criação das suas obras pensa mais como uma tentativa de expressar o quanto se pode extrair da terra, “sejam as bênçãos da natureza quanto à simplicidade e realidade da vida”, acrescenta.

O ludovicense Marcos Belfort conta que desde a infância tem habilidades com o desenho e a música. Em 2005, formou-se em Rádio e TV (Audiovisual) pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), logo passando a atuar como sonoplasta da Rádio Universidade FM. Em 2008, guiado pela própria vontade de aprender sobre artes visuais, começou a trabalhar com algumas colagens e, ao final de 2016, iniciou de modo autodidata na pintura com tinta acrílica.

Para o artista a arte visual não é apenas a junção elaborada de estilos, técnicas, formas e cores, mas pode ser também uma maneira de contar histórias, de comunicar. “Gosto das formas elegantes e disformes da natureza, da vegetação; sou atraído pelo expressionismo abstrato e suas variações”, afirma.

ludovicense Marcos Belfort conta que desde a infância tem habilidades com o desenho e a música. (Foto: Arquivo Pessoal)
ludovicense Marcos Belfort conta que desde a infância tem habilidades com o desenho e a música. (Foto: Arquivo Pessoal)

A exposição na galeria de arte do Fórum de São Luís será a primeira individual do artista que já vem participando de coletivas pela Galeria Trapiche Santo Ângelo, na Feirinha São Luís, desde o ano passado. Também já expôs na Feira do Livro de São Luís (2021) e integrou, este ano, o grupo de autores da Exposição Nossa Gente, no Palacete Gentil Braga (UFMA).

A Galeria Celso Antônio de Menezes,criada em 2014 no Fórum de São Luís, é responsável pela promoção das ações culturais que contemplam as artes em geral (teatro, música, artes plásticas, fotografia). Para expor no local, é necessário agendamento que deve ser feito por meio do e-mail (asscom_forumslz@tjma.jus.br).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.