Pergentino Holanda

É hoje à noite o Gala de Maio 2020

Mais: Evento acontece no Palazzo, no Araçagi

PH

- Atualizada em 14/05/2022 às 11h08
O DESTAQUE da Capa deste caderno neste fim de semana é a evolução de uma autêntica coreira no terreiro de um Tambor de Crioula retratada no Fotolivro Tambores, obra que foi lançada na última sexta-feira e que faz uma releitura fotográfica do romance “Os Tambores de São Luís”, de Josué Montello
O DESTAQUE da Capa deste caderno neste fim de semana é a evolução de uma autêntica coreira no terreiro de um Tambor de Crioula retratada no Fotolivro Tambores, obra que foi lançada na última sexta-feira e que faz uma releitura fotográfica do romance “Os Tambores de São Luís”, de Josué Montello

CLIQUE AQUI E LEIA O PH REVISTA NA ÍNTEGRA

Tudo pronto para o maior acontecimento social deste outono tropical em São Luís: o Gala de Maio 2022, que acontece neste sábado, a partir das 20h, no luxuoso salão do Palazzo Eventos, no Araçagi.

O salão será aberto às 19h50m para a entrada dos convidados e início da programação musical. Muitas atrações se revezarão na noite de hoje num desfile de ritmos que mostram a riqueza cultural dos nossos grupos musicais.

O controle de acesso dos convidados será feito com rigor. A lista de confirmações também será conferida rigorosamente. Não adianta tentar burlar o controle, pois se alguém for identificado no salão sem estar na lista de convidados será convidado a se retirar. Não se deve ir a uma festa para a qual não foi convidado.

Na chegada, os convidados terão à disposição um buffet de entradas. Mais tarde será servido o jantar de pratos quentes assinado pela Chef Soraia Fialho.

O traje para os convidados, é rigorosamente Passeio Completo, sendo que para os homens é obrigatório o uso de terno escuro e gravata. Além do nome na lista de convidados, é indispensável estar vestido como pede a organização da festa.

Uma noite para jamais ser esquecida

O Gala de Maio 2022 deverá entrar para a história dos maiores eventos dos últimos tempos nesta Capital. Vale lembrar que a confraternização mais elegante do ano é para celebrar, na mesma data, marcas importantes na história profissional deste Repórter PH.

Além da nova idade que estarei comemorando com alguns dias de antecedência, em 19 de maio serei homenageado, às 11h30, pela Assembleia Legislativa do Estado, com a comenda Manuel Beckman, a mais alta da Casa, por proposição da deputada Helena Duailibe.

Na noite de hoje, estarei celebrando os 42 anos do caderno semanal PH Revista (o mais antigo caderno sócio-cultural da imprensa brasileira), 52 anos de Jornalismo do PH e os 50 anos de minha estreia nas páginas dos jornais do Grupo Mirante (primeiro no Jornal do Dia e também no Jornal de Bolso que antecederam a O Estado do Maranhão, do qual fui um dos fundadores e no qual estive presente em todas as edições desde a primeira, em maio de 1974, até a última, em outubro de 2021, quando encerrou suas atividades em papel impresso e migrou para esta nova fase, agora virtual, através do Portal Imirante.com.

Essas experiências da vida que vivi serão comemoradas esta noite com aqueles que, direta ou indiretamente, fizeram parte dessa história.

Manu Schiavotello festejou sua  nova idade entre amigas no Zé Pereira Café, com uma tarde de grande charme organizada por Isabela Murad e Carol Boueres
Manu Schiavotello festejou sua  nova idade entre amigas no Zé Pereira Café, com uma tarde de grande charme organizada por Isabela Murad e Carol Boueres

Caíram como patos

Como este Repórter já disse aqui no último final de semana, com essa história de apoio coletivo à reeleição de Roberto Rocha, só quem tinha a ganhar era o senador Weverton Rocha, cuja pré-candidatura ao governo do Maranhão caminhava a passos largos para a sepultura.

Pois foi o que realmente aconteceu. Weverton não só ressuscitou o seu projeto de chegar ao Palácio do Leões como despertou novo ânimo entre prefeitos do interior, tendo como pano de fundo o tal “acordão” em favor de Roberto Rocha.

Estranho é que muitos políticos experientes, com anos de estrada em campanhas eleitorais, caíram como patos na arapuca do senador pedetista.

Estado de inércia

Quem deve abrir o olho é o governador Carlos Brandão, que vai disputar a reeleição em outubro.

Quando tudo parecia que a sua pré-candidatura iria decolar, com novas adesões e tudo o mais, as engrenagens do governo deram uma travada.

E a coisa – tanto na esfera de governo como nas entranhas da pré-campanha - parece que não sai do lugar, com todo mundo em estado de espera.

Se não houver mais ousadia de Brandão e sua equipe de campanha, o carro pode capotar.     

Brasileiros em Portugal

Cada vez mais brasileiros mudam-se para Portugal em busca de melhores oportunidades ou de uma aposentadoria com mais qualidade de vida.

Em 2003 havia cerca de 27 mil brasileiros legalizados em Portugal.

Em 2010 esse número subiu para aproximadamente 120 mil.

De 2019 em diante, mais e mais brasileiros – inclusive muitos maranhenses de São Luís – mudaram-se para Lisboa e outras cidades portuguesas e agora, em março deste ano, o número já chega a quase 300 mil.

Isso entre legalizados ou em processo de legalização. Se incluirmos na conta os brasileiros indocumentados, esse número se multiplica ainda mais.

Juízes e privilégios

A Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) deu um grande tiro no pé ao longo da semana ao defender uma jornada de trabalho reduzida no Poder Judiciário, como uma espécie de extensão dos efeitos da pandemia.

Segundo a associação, os juízes – diferentemente da maioria da população – ainda padecem de consequências graves da pandemia, como a perda da qualidade de vida, e que, portanto, merecem o privilégio de ir pra casa mais cedo.

Reação de Paulo Velten

Veja só: em ofício encaminhado ao Judiciário, a associação dos juízes alegou aumento de gastos com energia elétrica – sob o argumento de que o aumento do consumo atenta contra a “responsabilidade socioambiental”.

E mais: alegou também uma tal “dispersão de recursos humanos” e a incrível “redução da qualidade de vida dos servidores e magistrados”.

Claro que a reivindicação da AMMA deu o que falar na opinião pública.  

Mas certeira mesmo foi a decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Paulo Velten, ao restabelecer o horário de funcionamento ordinário do Judiciário, e também de atendimento ao público, de segunda a sexta, das 8h às 18h, sem a menor chance para cotas de privilégios.

Com uma agradável noite entre amigos, no restaurante Cabana do Sol, o carioca de nascimento, mas que passou uma longa temporada morando em São Luís, como administrador da Petrobras, Maurício Lamartine, comemorou sua nova idade ao lado da esposa, Andrea, e de amigos como o Repórter PH e Emmanuel Márcio Barbosa
Com uma agradável noite entre amigos, no restaurante Cabana do Sol, o carioca de nascimento, mas que passou uma longa temporada morando em São Luís, como administrador da Petrobras, Maurício Lamartine, comemorou sua nova idade ao lado da esposa, Andrea, e de amigos como o Repórter PH e Emmanuel Márcio Barbosa

DE RELANCE

A Eterna Roma

A cidade mais importante da história da Humanidade não é Nova York, nem qualquer outra das jovens Américas, não é tampouco a mais antiga de todas, Jericó, nem a Londres de dois mil anos, ou a luminosa Paris, ou as orientais Tóquio e Pequim, e nem mesmo a cidade basilar das três grandes religiões monoteístas do mundo, Jerusalém.

Nada disso. A cidade mais importante da história da Humanidade é Roma. Durante 2 mil anos, Roma foi a capital do mundo. Primeiro, comandou o Ocidente graças à força disciplinada de suas legiões. Depois, graças à influência da religião. Finalmente, no Renascimento, graças à genialidade de seus artistas. O corpo, o espírito e a mente.

Muito do que somos devemos a Roma.

A cidade foi escolhida por Roosevelt Murad para comemorar sua nova idade, no último dia 13, ao lado da esposa Ceres.

Mas antes de viajar, eles celebraram a data, na noite da última quinta-feira, reunidos com parentes e amigos para um jantar regado a vinhos soberbos, no Bistrô Alameda Trinta.

Queimado

Pelo visto, os vereadores de São Luís andam demasiadamente preocupados com a solução dos problemas da população da capital maranhense.

Um exemplo: o vereador Ribeiro Neto, do PMN, apresentou esta semana proposta à Câmara para que o “queimado”, uma tradicional brincadeira de rua, seja finalmente considerada um esporte.

Ribeiro Neto defende a tese de que os praticantes do “queimado” sejam considerados atletas.

É forte! E a depender da obstinação do eficiente edil, não será surpresa para este Repórter se logo logo o tal “queimado” for incluído entre as restritíssimas modalidades olímpicas.

Por essas e outras é que pouca gente leva a sério o trabalho da Câmara Municipal.

De volta à ativa

O desembargador José Bernardo Rodrigues andava crente que iria, de agora em diante, gozar de sua merecida aposentadoria do Judiciário por tempo de serviço.

Qual nada! Ele fora surpreendido no início do mês com um convite para integrar a equipe de assessores especiais da Corregedoria Geral de Justiça.

E, do alto de seus 76 anos, lá está ele todos os dias, com toda a sua vitalidade, cumprindo expediente como chefe de gabinete do corregedor José de Ribamar Froz Sobrinho. 

Para escrever na pedra:

“Saboreamos o passado como ao futuro: não de uma vez, mas grão a grão”. De Marcel Proust

Com um jantar no Bistrô Alameda Trinta, Itaquê e Glória Camara comemoraram a nova idade dela, em noite que teve a presença do Chef Warnick Trinta
Com um jantar no Bistrô Alameda Trinta, Itaquê e Glória Camara comemoraram a nova idade dela, em noite que teve a presença do Chef Warnick Trinta

TRIVIAL VARIADO

Na mesma noite em que Ceres e Roosevelt Murad reuniram amigos no Alameda Trinta, antes de embarcarem para Roma, onde ele comemorou sua nova idade, Elvira Bona e Murilo Albuquerque foram homenageados por Ana Lúcia e Amaro Santana Leite.

Quem está circulando na cidade é o ex-senador e ex-ministro Edison Lobão. Hoje à noite ele deve ir abraçar seus amigos no grande baile Gala de Maio, que reunirá o creme do creme da sociedade maranhense no Palazzo Eventos, no Araçagi.

 Tomem nota: na primeira semana de junho desembarcará em São Luís, a convite do escritor Alexandre Lago, um dos maiores escritores de língua portuguesa: o moçambicano Mia Couto, autor do célebre romance “Terra sonâmbula”.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.