TOP 5

Brindes e promoções que fizeram sucesso no passado

Veja alguns produtos promocionais colecionáveis para as crianças dos anos 90.

André Nadler / Na Mira

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h22
Várias coleções foram lançadas pela empresa Elma Chips, mas a "Tazo Mania" foi a mais popular e duradoura.
Várias coleções foram lançadas pela empresa Elma Chips, mas a "Tazo Mania" foi a mais popular e duradoura. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - A lista desta quarta-feira (16) vai proporcionar uma grande nostalgia para quem costumava juntar tampinhas de refrigerante ou comer salgadinhos somente para conseguir os brindes que os fabricantes desses produtos proporcionavam, pois antes de colecionar jogos em seus smartphones e acumular selfies nas redes sociais, as crianças maranhenses tinham o hábito de ostentar as coleções de vários produtos promocionais disponibilizados por marcas conhecidas no mercado nacional que promoviam promoções voltadas para o público infantil.

Quem não lembra da do Ioiô, Mini-craques ou Geloucos da Coca-Cola? Além desses, os famosos Tazos, por exemplo, se transformaram em uma verdadeira febre entre as crianças de todo o Brasil e na capital maranhense algumas escolas chegaram a proibir a entrada do brinde justificando atrapalhar a concentração dos alunos. Veja a lista com cinco brindes e promoções que fizeram sucesso no passado, direto da época em que o Kinder Ovo custava apenas um real:

1. Tazos

Seja sincero e admita que você comprava os salgadinhos pensando apenas em qual tazo estaria dentro do produto! A promoção "Tazo Mania" foi iniciada em 1997 apresentando 100 discos colecionáveis com as imagens do Looney Tunes, mas não eram as imagens do Pernalonga e seus amigos que fizeram o produto se transformar em um grande sucesso, mas sim a prática de aposta dos tazos.

No final das contas, a Elma Chips conquistou seu lugar na infância de milhares de crianças que trocavam brincadeiras de ruas mais tradicionais na hora do recreio para bater os tazos com os coleguinhas.

2. Mini-Craques

A nossa amada Seleção Brasileira perdeu a Copa do Mundo de 1998, mas a Coca-Cola ganhou os corações de várias crianças e adultos na época com a promoção "Mini Craques da Copa do Mundo". Os pequenos bonecos inspirados nos jogadores que foram disputar a Copa da França possuíam sete centímetros e ao todo somavam 25 miniaturas, além do trio especial que contavam com os craques Ronaldo, Romário e o volante Dunga.

Um dos fatos mais curiosos - sem contar o fato das cabeças avantajadas dos personagens - era que,dos 28, catorze não foram à Copa: Anderson, Cléber, Christian, Djalminha, Dodô, Donizetti, Flávio Conceição, Juninho Paulista, Mauro Silva, Oséas, Renato Gaúcho, Rodrigo, Romário e Zé Maria.

Para conseguir os mini craques, o consumidor deveria juntar cinco tampinhas de garrafa ou cinco anéis de latinhas e ainda pagar 2 reais. Na vizinha Argentina, os “cabezones”, como são chamadas as miniaturas por lá, eram 16 e apenas dois não estiveram no Mundial: Díaz e Rizzo.

3. Guaraná Antarctica Caçulinha Pokémon

As crianças que viveram para presenciar essa promoção correram o risco de uma possível "overdose" de tanto consumirem o guaraná Antactica. O refrigerante trazia uma pokébola ajustada para ficar na ponta da garrafa, e nela vinha um pokémon sortido da primeira ou da segunda geração. Eram 40 miniaturas ao todo, e também era possível colecionar os rótulos, no total 5 estampas diferentes: Pikachu, Charmander, Squirtle, Meowth e Caterpie.

4. Bichinhos de Pelúcia Parmalat

Uma marca de laticínios apostar no público infantil poderia até ser visto como algo peculiar, mas se a intenção era atingir os pais por meio dos seus filhos o êxito foi absoluto. A Parmalat criou um universo de bebês vestidos de diversos animais para a propaganda e disponibilizou esses mesmos bichinhos em versões de pelúcia, transformando uma simples promoção em uma verdeira febre nacional.

O sucesso foi gigantesco em muitos sentidos: o “tomou” virou bordão entre as crianças e cerca de 15 milhões de bichinhos de pelúcia foram distribuídos. A promoção marcou a Parmalat de tal forma que em 2007 a empresa lançou uma campanha com os adolescentes que participaram do primeiro comercial.

5. Geloucos

Juntar cinco tampas plásticas ou 10 anéis metálicos das latinhas de Coca-Cola nunca foi tão divertido. Em 1997, as crianças reviveram até os cestos de lixos atrás dos pontos necessários para trocar pelos Geloucos. A história consistia em cubos de gelo que ganharam vida após terem recebido um banho de Coca-Cola, ficando loucos pela bebida. Além dos Geloucos tradicionais que consistiam em objetos do cotidiano, em 2000 foram lançadas mais duas coleções, os Geloucos Roqueiros e os Gelo-cósmicos.

A coleção se completava com 60 geloucos e eles são até hoje um ótimo exemplo de design emocional, pois conseguiram virar mania e quem viveu a época fala com saudosismo dos brinquedos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.