Polêmica

Éder Militão processa ex-namorada Karoline Lima por danos morais

O zagueiro Real Madrid entrou na justiça contra ex-namorada, goolgle e facebook.

Na Mira

Karoline Lima é processada por ex-namorado Éder Militão.
Karoline Lima é processada por ex-namorado Éder Militão. (Foto: Reprodução / Instagram)

MUNDO - O jogador Éder Militão, acionou a justiça contra sua ex-namorada a influenciadora Karoline Lima. Na ação Éder pede R$45 mil em danos morais por publicações que Karoline teria feito em suas redes sociais na época de crise durante o relacionamento. Segundo o jogador, as postagens da influencer teriam estimulado os internautas a ofendê-lo. O Google e o Facebook também são citados no processo.

De acordo com os advogados de Karoline, a influenciadora está “consternada” e “impactada”, com o processo. "A Karol não sabia de absolutamente nada, soubemos pela imprensa. Era algo que realmente não esperávamos. A Karol ainda está consternada, não quer aparecer ou se manifestar no momento. Ela não foi devidamente citada, a citação foi enviada para a casa do Éder no Brasil. Ela ainda está absorvendo tudo, mas já estamos empenhados preparando nossa defesa", conta a advogada de Karoline.

Segundo a defesa de Karoline, o jogador quis calar a influenciadora. Ela teria sido protocolada no dia 30 de junho, dias antes do nascimento de Cecília, filha dos dois e antes de ser anunciado o término do relacionamento. Ele pede que Karol não publique conteúdos insultuosos sobre ele nas suas redes sociais.

"Tais importunações estão ocorrendo de forma constante e inesperada por meio de Karol, que utiliza sua conta pessoal, através de seu perfil e comentários que são direcionadas diretamente à pessoa de Militão na rede social citada, expondo publicações, vídeos, stories no intuito único de desgastar a imagem de Militão, acompanhado de um discurso dotado de teor pejorativo", diz a defesa do jogador em UOL Esportes.

No início do mês de julho, a juíza Eliana Adorno de Toledo Tavares indeferiu o pedido de tutela de urgência da parte de Militão pela primeira vez, porque o atleta apresentou publicações apenas de outras pessoas, e não da ex-namorada.

"No caso em tela, dos elementos até agora trazido aos autos, não se extrai nenhuma publicação ou comentário feito pela ré que culminou por incitar a conduta dos terceiros. Não é possível relacionar os comentários veiculados a ato perpetrado pela ré", declarou a juíza.

Dois dias depois, a decisão da juíza permaneceu: "As mensagens foram publicadas por terceiros e não há nenhum comentário ou publicação da corré, de modo que, não é possível inferir que esta incita os usuários dos perfis a fazer tais publicações. Logo, não é possível determinar o que se requer". Em 27 de fevereiro de 2023 ocorrerá uma audiência virtual de conciliação entre o ex-casal.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.