Roteiro Turístico

Conheça Alcântara: a cidade preserva histórias, praias e atrações turísticas

O Imirante preparou um roteiro com os principais pontos turísticos em Alcântara.
Imirante.com17/02/2021 às 17h21
Vista aérea de Alcântara, cidade no litoral norte do Maranhão. / Foto: Divulgação/Daniel 9D

Localizada no litoral norte do Maranhão, Alcântara é uma das cidades mais importantes para visitar no estado. Entre prédios históricos e ruínas, a cidade é rica em cultura e culinária. Além disso, o local possui ilhas e praias com cenários perfeitos.

O Imirante preparou um roteiro com os principais pontos turísticos em Alcântara:

O que ver e fazer em Alcântara

Chegada em Alcântara pelo Porto do Jacaré. / Foto: Divulgação/Felipe Spider

Ao chegar na cidade de barco, o desembarque é pelo Porto do Jacaré. Os visitantes são conduzidos pelo passado colonial, iniciando o passeio pelos principais atrativos de Alcântara.

Seguindo pela chamada Ladeira do Jacaré, logo à direita, fica localizada a Capela de Nossa Senhora do Desterro. O local abriga um imenso sino místico que, segundo a tradição dos moradores, deve ser tocado pelos visitantes que devem fazer um pedido. Além disso, a capela possui um mirante com uma vista para a Ilha do Livramento.

Visão do mirante localizado na Capela de Nossa Senhora do Desterro, em Alcântara. / Foto: Divulgação/Caroline Aranha

Logo em seguida, fica a praça da Matriz, que abriga a Igreja de São Matias, o cartão-postal da cidade histórica. O monumento é um dos principais pontos de visitação da cidade.

Visão da praça e da igreja de São Matias, em Alcântara (MA). / Foto: Divulgação/Bruno Mendonça

Ainda na praça da Matriz, existem dois pequenos museus. O Museu Histórico de Alcântara, que ocupa o casarão do Barão de São Bento e organiza provas dos tempos áureos da cidade. O museu está aberto para visitação de terça-feira a domingo, das 8h às 12h.

Fachada do Museu Histórico de Alcântara (MA). / Foto: Divulgação/Gabi Torrezani

Em outro lado, fica localizado a Casa Histórica de Alcântara, sendo um museu temático que reconstitui a residência da família do comerciante português Antonino da Silva Guimarães, um dos principais moradores da cidade. Mas por conta de uma reforma está fechado para visitação.

Fachada do Museu Casa História de Alcântara. / Foto: Wikipédia

Mais à frente, próximo a prefeitura de Alcântara, fica localizada a Rua da Amargura. O local abriga galeria de belas ruínas e o Palácio do Barão de Grajaú.

Visão da rua da Amargura, em Alcântara (MA). / Foto: Divulgação/Caroline Aranha

À direita, estão as ruínas dos palácios do Barão de Mearim e do Barão de Pindaré, sinal que a cidade de Alcântara foi prestigiada durante os tempos do Brasil-Colônia, e estes foram construídos para receber a realeza brasileira.

Com o anúncio da chegada de Dom Pedro II, foi iniciada uma disputa na cidade, entre o Barão do Pindaré e o Barão de Mearim, que queriam impressionar o Imperador do Brasil.

Já em frente ao palácio do Barão de Pindaré, fica a Igreja Nossa Senhora do Carmo, que possui uma rica ornamentação no interior. Ao lado dela, estão as ruínas de um convento carmelita que nunca chegou a ficar pronto.

Igreja de Nossa Senhora do Carmo em Alcântara (MA). / Foto: Divulgação/Felipe Spider

Continuando o roteiro, o turista deve seguir pela rua da Miritua. Cerca de três ruas à direita, fica a rua do cemitério da cidade, que apesar de estranho, possui duas atrações interessantes. A primeira é a pequena Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, local onde os escravos rezavam.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos em Alcântara (MA). / Foto: Divulgação/Felipe Spider

Durante o passeio, o visitante deve saborear um doce de Espécie. A especiaria é uma espécie de doce de queijadinha de coco. Por ser muito popular, ela é vendida por vários locais da cidade.

Ao visitar Alcântara, o visitante deve saborear um doce de Espécie. / Foto: Divulgação/Caroline Aranha

A Ilha do Livramento e a praia de Itatinga são os destinos ideais para os visitantes que buscam se refrescar em Alcântara.

Ilha do Livramento em Alcântara (MA). / Foto: Divulgação/Alessandro Ribeiro

A ilha do Livramento fica localizada em frente a cidade. O trajeto para a ilha é feito de barco no Porto do Jacaré, o percurso dura apenas 15 minutos. Vale a pena para quem quer apreciar a tranquilidade do lugar.

Praia de Itatinga em Alcântara (MA). / Foto: Divulgação/Caroline Aranha

É possível chegar à praia Itatinga de canoa. Esta imensa praia de cinco quilômetros de extensão reúne areia clara e água transparente.

Como chegar

Para chegar até a cidade, o turista precisa pegar um barco, lancha ou catamarã que partem do Cais da Praia Grande, em São Luís. Os guichês das embarcações abrem uma hora antes do horário de partida.

Cais da Praia Grande em São Luís (MA)

É possível comprar a passagem de volta para São Luís logo no momento do desembarque em Alcântara. Os horários variam de acordo com a maré, mas há saídas três vezes ao dia. A viagem dura 1h20 e custa R$ 15 por trecho.

Para chegar até Alcântara de barco, é preciso atravessar até a Baía de São Marcos.

Outra forma de chegar até a cidade é pelo Ferry-Boat, uma opção para quem busca mais comodidade e quer passar mais tempo na cidade. A travessia tem 1h 30min de duração e tem partida a Ponta da Espera, sendo realizada em vários horários no dia. O valor da passagem custa R$ 13.

A chegada é no Porto do Cujupe. A partir desse momento, a viagem continua de carro ou van, que custa entre R$15 por trecho.

O trajeto até a cidade é longo, com intervalos entre os transportes e pode levar entre 2h30 e 3h. Esse roteiro não é indicado para uma viagem de bate-volta.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.