Arraiá da Mira

Grupo Mirante faz entrega da premiação do Arraiá da Mira 2017

A premiação foi entregue na manhã desta terça-feira, na sede da <b>TV Mirante</b>.

Angra Nascimento /Imirante Imperatriz

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h23
(Foto: Angra Nascimento /Imirante Imperatriz )

IMPERATRIZ – Na manhã desta terça-feira (13), o Departamento de Marketing do Grupo Mirante, fez a entrega da premiação da 9ª edição do Arraiá da Mira. Foram entregues os prêmios para primeira e terceira colocadas, quadrilhas Flor de Mandacaru de Açailândia, e Arrastape, de Imperatriz, respectivamente. A segunda colocada, quadrilha Matutos do Rei, não pôde comparecer pela manhã, ficando para outra ocasião, a entrega oficial da premiação.

A campeã Flor de Mandacaru recebeu uma motocicleta Dafra Next 250, e todas as despesas pagas para custear a viagem a Pernambuco, onde o grupo vai representar o Maranhão no Festival de Quadrilhas da Globo Nordeste, no próximo dia 25, em Goiana. A segunda colocada, Matutos do Rei, de Açailândia, também recebeu uma motocicleta Dasfra Super 50, e a terceira colocada, a quadrilha Arrastapé, recebeu em dinheiro, um valor de R$ 2.500.

Ainda eufórica com o título inédito, a tesoureira da Flor de Mandacaru, Rejane Pereira, ressaltou que “a emoção é muito grande, não só para mim, mas para todos os integrantes da quadrilha. O título é resultado de um trabalho de seis meses que a gente vem fazendo. Vamos, agora levar nosso trabalho para o Brasil”, afirmou, acrescentando que a motocicleta será vendida para custear as despesas da quadrilha.

Sobre participar pela primeira da vez do Festival de Quadrilhas da Globo Nordeste, Rejane disse que “o coração está a mil. Já estivemos lá como convidados no ano passado, mas agora poder representar o Estado é uma emoção que não sabemos explicar”, reformou Rejane.

A Flor de Mandacaru venceu o festival de quadrilhas realizado pelo Grupo Mirante, com um tema em homenagem a primeira obra do escritor Ariano Suassuna, Uma mulher vestida de sol. Estilizada e com bastante teatro, a junina retratou a seca e a fome, num cenário com cores e muito luxo. Para a representante da quadrilha, a apresentação superou as expectativas. “Estamos satisfeitos com o trabalho que a gente vem desenvolvendo, e em cima do que a gente trabalhou, superou nossas expectativas”, disse Rejane.

Rogério Benício, marcado e diretor artístico da Arrastapé contou que a quadrilha não perdeu ao ficar em terceiro lugar. “Nada compara a emoção de ver aquele arraiá tão grandioso, lotado para assistir a gente e nos aplaudindo de pé, pessoas emocionadas, os elogios que a gente recebeu. A gente faz São João para isso, para as pessoas receberem a emoção, e nós o carinho do público. Estamos extremamente felizes em falar da nossa cidade, em representar a nossa cidade e ter dado tudo certo”, afirmou o marcado da Arrastapé, que fez uma homenagem à cidade de Imperatriz em seu tema.

Com o prêmio em dinheiro, Rogério disse que será destinado para custear as despesas da junina. “Vamos usar para as pagar as dívidas que a gente adquiriu durante o percurso da montagem do espetáculo. É uma ajuda bem-vinda, quase uma mão de Deus para a gente para ajudar no pagamento das contas”.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.