Televisão

Programa desvenda os mistérios do paladar, no ar

O ‘Fantástico’ vai ao ar neste domingo, dia 28, após o ‘Domingão do Faustão’.
Na Mira, com informações da CGCOM27/09/2014 às 20h00

Pedro Bassan está a frente da reportagem especial da semana sobre os garimpos ilegais na Guiana Francesa

Você já deve ter escutado na hora da refeição: ‘isso faz mal’; ‘prejudica a sua saúde’; ‘entope suas veias’. Mas prefere não dar ouvidos ao que falam, porque a comida é gostosa demais. O ‘Fantástico’ deste domingo, dia 28, mostra o que acontece no cérebro das pessoas, que, mesmo sabendo que açúcar e gordura em excesso fazem mal ao corpo, mas não conseguem resistir à tentação. Baseado em informações e imagens do documentário da BBC ‘A Verdade sobre o Paladar’, o programa dominical aborda o assunto sobre um dos sentidos mais sensíveis e ajuda a entender por que realmente as pessoas amam os alimentos. Segundo o documentário, um truque do cérebro pode fazer com que o alimento fique doce sem ser necessário acrescentar açúcar extra.

Na reportagem especial da semana, Pedro Bassan passa 10 dias na Guiana Francesa, acompanhando o trabalho da polícia francesa em parceria com a do Amapá, que está realizando operações para combater 400 garimpos ilegais, sendo 90% deles com mão de obra do Brasil. Milhares de brasileiros cruzam diariamente a fronteira pelo Oiapoque para viver clandestinamente e isolados na Floresta Amazônica. Vivem sem a mínima infraestrutura, mas os ganhos são altos com a atividade ilegal: cerca de 10 toneladas de ouro por ano equivale a um valor aproximado de R$ 900 milhões de reais.

O programa exibe também matéria sobre casos graves de violência sexual em universidades do Brasil e de Nova York. O repórter Ricardo Soares relata um episódio que aconteceu esta semana com 40 estudantes da Universidade Federal de Minas Gerais, que entoavam uma música de apologia ao estupro em um bar de Belo Horizonte: “Não é estupro, é sexo surpresa”, diz um dos versos da música. A reitoria da universidade condenou o episódio, mas não definiu se abrirá uma investigação sobre o caso. Em Nova York, Renata Ceribelli mostra uma campanha onde mulheres se organizam para mostrar o rosto e contar para as pessoas como foram abusadas por parentes, professores e melhores amigos.

Denúncia é o tema da série que estreia neste domingo. A equipe do programa viaja pelo Brasil para mostrar casos que envolvem corrupção e desvio de verba pública. A primeira história apresentada acontece no Maranhão, no município de Anajatuba. O denunciante é o vice-prefeito, Sydnei Pereira. O político conta, em primeira mão, como funciona o esquema desvio de verbas na cidade. Sydnei fala detalhadamente sobre irregularidades na área de educação, como o superfaturamento de merendas escolares e a fraude no censo escolar. De acordo com ele, a prefeitura recebeu verba do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), após enviar para Brasília uma relação com mais de 600 crianças que nunca foram à escola. Ou seja, os supostos alunos foram matriculados de forma irregular, sem a autorização dos responsáveis, com o único objetivo de aumentar o repasse das verbas federais.

Já o terceiro episódio de ‘Tive uma ideia!’ trata de segmentação de negócios, com a história dos empreendedores Guilherme, Pedro e Silas. O primeiro foi iluminador, DJ e taxista, juntou todas as profissões e criou o Dicotáxi. Um táxi comum que ele mesmo customizou para o público que frequenta boates e casas noturnas no Rio de Janeiro. Globo, strobo, leds coloridos, raio laser e um sistema de som de excelente qualidade fizeram seu faturamento crescer em 25%. Além disso, o passageiro também pode tirar uma foto durante o trajeto, postar em redes sociais, imprimir na hora e levá-la como lembrança. Tudo isso sem custo adicional. Já Pedro e Silas enxergaram um negócio onde todos viam problemas. Criaram o Grupo Carteiro Amigo da Rocinha para entregar correspondências a quem não tinha um endereço formalizado. Ambos largaram seus empregos e apostaram tudo na ideia. Fizeram o mapeamento de toda a comunidade, desenvolveram um sistema de localização e uma rede de clientes que hoje recebe encomendas de qualquer lugar do mundo. Atualmente, já são oito franquias do Carteiro Amigo em outras comunidades cariocas.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.