Rainha do Rock

Morre cantora Rita Lee aos 75 anos

A artista tratava um câncer de pulmão desde 2021.

Na Mira

- Atualizada em 09/05/2023 às 22h17
Rita Lee, rainha do rock brasileiro, morre aos 75 anos. (Foto: Divulgação)
Rita Lee, rainha do rock brasileiro, morre aos 75 anos. (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO - Morreu nessa segunda-feira (8) a cantora Rita Lee, aos 75 anos. Considerada uma das maiores compositoras da música brasileira, a artista enfrentava um câncer de pulmão que foi diagnosticado em 2021.

O anúncio foi feito pela família nas redes sociais da cantora. "Comunicamos o falecimento de Rita Lee, em sua residência, em São Paulo, capital, no final da noite de ontem, cercada de todo o amor de sua família, como sempre desejou".

O velório será realizado nesta quarta-feira (10), no Planetário do Parque Ibirapuera, em São Paulo, das 10h às 17h, e é aberto ao público.

A rainha do rock deixa três filhos: Roberto, João e Antônio. Pelas redes sociais, Antônio Lee deixou um recado à mãe. 

“Oh Mamassita... I love you so. Esperando você me visitar nos meus sonhos para continuar as nossas longas conversas sobre o universo. Minha mamãe, obrigado 💫❤️”

Diagnóstico

Em 2021, Rita Lee foi diagnosticada com um tumor no pulmão esquerdo, após passar por exames de rotina. A cantora também já havia retirado as mamas em 2010, como forma de prevenção ao câncer.

No ano passado, o filho da artista anunciou que ela estava curada do câncer.

Os Mutantes

Em 1964 ela entrou em um grupo de rock chamado Six Sided Rockers que, depois de algumas mudanças de formações e de nomes, deu origem aos Mutantes em 1966. O grupo foi formado inicialmente por Rita Lee, Arnaldo Baptista e Sérgio Dias. 

Eles foram fundamentais no tropicalismo, ao unir a psicodelia aos ritmos locais, e se tornaram o grupo brasileiro com maior reconhecimento entre músicos de rock do mundo, idolatrados por Kurt Cobain, David Byrne, Jack White, Beck e outros.

A carreira solo

A carreira pós-Mutantes tomou forma com o grupo Tutti Frutti, no qual ela gravou cinco álbuns, com destaque para “Fruto proibido”, de 1975, que tinha a música “Agora só falta você”.

Autobiografia

No último dia 7 de março, Rita anunciou o lançamento de 'Outra Autobiografia' para 22 de maio, data que foi escolhida por ser o dia de santa Rita de Cássia, e faz referência à primeira biografia lançada pela cantora em 2016, 'Rita Lee: Uma Autobiografia'.

O curioso é que a cantora deixou uma profecia sobre sua morte no novo livro. "Enquanto isso, estarei eu de alma presente no céu tocando minha autoharp e cantando para Deus: Thank you Lord, finally sedated."

Leia trecho na imagem abaixo: 

Profecia do livro. (Foto: Reprodução)
Profecia do livro. (Foto: Reprodução)

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.