Política Internacional

EUA podem aumentar sanções contra Venezuela, diz assessor especial

John Bolton alerta que algumas medidas são avaliadas.
Agência Brasil06/03/2019 às 21h13
EUA podem aumentar sanções contra Venezuela, diz assessor especialJohn Bolton, assessor especial da Casa Branca. (Foto: Amos Ben Gershom / GPO)

BRASÍLIA - O embaixador John Bolton, assessor especial da Casa Branca, disse hoje (6) em comunicado à imprensa e nas redes sociais que os Estados Unidos podem endurecer as sanções econômicas adotadas contra o governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Segundo ele, as ações se estendem aos aliados de Maduro e às instituições envolvidas na sua gestão.

“Os Estados Unidos usarão suas ferramentas econômicas para restringir a capacidade de Maduro e seus companheiros de acessar recursos financeiros e moeda. Isso inclui ações contra instituições financeiras que facilitam transações para o regime ilegítimo”, afirmou Bolton na sua conta pessoal no Twitter.

Em comunicado, o embaixador reiterou que os Estados Unidos apoiam “fortemente a transição democrática” na Venezuela, liderada pelo presidente interino Juan Guaido e pela Assembleia Nacional.

Segundo Bolton, novas iniciativas diplomáticas e econômicas são avaliadas neste momento. “Os Estados Unidos estão alertando as instituições financeiras estrangeiras de que enfrentarão sanções por se envolverem em transações ilegítimas que beneficiem Nicolás Maduro e sua rede.”

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.