Natural de Davinópolis

Maranhense é morta com dez facadas na cidade de Manaus-AM

A jovem de 19 anos teria sido assassinada pelo companheiro, após confusão por causa de uma chave.
Imirante.com07/03/2019 às 16h00
Maranhense é morta com dez facadas na cidade de Manaus-AMStefane Rocha Chaves e Jefferson da Silva Pinto moravam em Davinópolis, região Sul do Maranhão, e se mudaram há algum tempo para a cidade de Manaus, no Estado do Amazonas. (Foto: Divulgação)

MANAUS – Uma jovem, identificada como Stefane Rocha Chaves, 19 anos, foi brutalmente assassinada, dentro de casa, no bairro Gilberto Mestrinho, Zona Leste de Manaus, no Estado do Amazonas.

Saiba mais sobre crimes de feminicídio.

A vítima, que é natural de Davinópolis, no Maranhão, foi morta com 10 facadas, na tarde da última terça-feira (5). O suspeito de ter praticado o crime é Jefferson da Silva Pinto, de 25 anos, que era companheiro de Stefane.

Segundo testemunhas, a jovem teria sido morta após uma discussão com o companheiro, por causa da chave da residência que havia sumido. Uma testemunha afirma que Jefferson da Silva estava ingerindo bebida alcoólica na casa da irmã dele, em frente à quitinete em que ele e Stefane Rocha moravam.

Ainda de acordo com testemunhas, quando voltou para casa embriagado, Stefane teria impedido Jefferson de entrar na quitinete, obrigando o companheiro a dormir do lado de fora do imóvel.

Quando Jefferson acordou, ele entrou na casa e começou a agredir a jovem dentro do quarto, perguntando para Stefane sobre o paradeiro da chave do imóvel. A jovem disse que não sabia e afirmou ao companheiro que iria sair de casa. Revoltado, Jefferson pegou uma faca e desferiu vários golpes na jovem.

Stefane Rocha foi atingida por 10 facadas, a maioria dos golpes foi nas costas, tórax e ombro. O corpo de Stefane foi encontrado pela irmã de Jefferson, o qual fugiu do local após o crime.

Stefane Rocha Chaves e Jefferson da Silva Pinto moravam em Davinópolis, região Sul do Maranhão, e se mudaram há algum tempo para a cidade de Manaus, no Estado do Amazonas. Stefane, que não tinha parentes em Manaus, deixou uma filha de um ano e quatro meses, fruto do relacionamento com Jefferson.

Já Jefferson da Silva, que seria integrante de facção criminosa e tem passagem pela polícia, continua foragido.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.