Reajuste

Maranhão receberá mais R$ 250 milhões por ano, por meio de programas sociais

Um reajuste de 12,5% causou o aumento da verba. O investimento passará de R$ 2,2 para R$ 2,4 bilhões.
Imirante.com, com informações da Assessoria29/07/2016 às 12h32

SÃO LUÍS - Os programas sociais Bolsa-Família e Bolsa -Escola (Mais Bolsa Família) foram reajustados em 12,5%. O anúncio foi feito, ao mesmo tempo, pelo ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, e pelo governador Flávio Dino, em conversa com beneficiários no Restaurante Popular do São Francisco, na manhã desta quinta-feira (28).

“Esse aumento do Bolsa-Família é para recuperar um pouco o poder aquisitivo das famílias. Em dois anos, a cesta básica aumentou 26%, e com esses 12,5% de aumento, a gente começa a recuperar”, disse o ministro Osmar Terra. Segundo ele, cerca de R$ 2 bilhões e 200 milhões são injetados no Maranhão por meio do Bolsa Família, e com o reajuste, serão acrescentados mais R$ 250 milhões por ano no estado. “Não é só um aumento para a família, mas uma injeção na economia”, acrescentou.

Terra frisou que estão sendo estudadas formas de manter beneficiários com carteira assinada no Bolsa-Família por pelo mais dois ou três anos. Falou ainda de mudanças no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), criando cursos de capacitação que possam atender demandas imediatas de mercado nos municípios.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.