Consórcio de microcrédito reúne microempresas do MA

Agência Nordeste 04/10/2002 às 15h22

Sete pequenas empresas do setor de bares, restaurantes, pousadas e hotéis de São José de Ribamar (MA), a 32 Km do centro da capital, São Luís, participam de um consórcio de crédito produtivo pioneiro no Maranhão.

Em assembléia realizada nesta semana, elas criaram o Consórcio de Microcrédito do Maranhão, aprovaram regras, o Termo de Adesão e o Gestor do consórcio, e definiram que será de R$ 700 a cota de cada participante, com contribuição quinzenal de R$ 100.

Até 30 de dezembro todas as empresas terão sido contempladas com pequenos financiamentos, sem juros ou burocracia.

O primeiro dos sorteios quinzenais acontece nesta terça-feira, 1º de outubro.

Os recursos vão melhorar a capacidade de giro dos negócios e viabilizar pequenas melhorias nos estabelecimentos.

Esse grupo vem sendo trabalhado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) desde novembro de 2001, através do Programa de Turismo Sustentável, que atua em cinco regiões-pólo de turismo do Estado.

Desde então, eles acumularam várias conquistas, entre elas, uma redução média de 25% nos custos operacionais, resultante de uma experiência de compras em conjunto.

Isso permite a oferta de melhores preços e investimentos em expansão.

Em reuniões quinzenais, o grupo planeja ações e aprende a trabalhar junto, compartilhando resultados, como por exemplo a negociação com fornecedores de preços, prazos e qualidade dos produtos que utilizam no dia-a-dia.

As empresas foram capacitadas para gerenciar um pequeno negócio com foco no turismo.

Foram despertados para o significado do turismo sustentável e da preservação dos patrimônios natural e cultural e para a necessidade de identificar e controlar aspectos que comprometem a qualidade dos alimentos.

Através do Programa APPCC (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle), executado pelo Sebrae, Senai e Senac, o grupo aprendeu a manipular alimentos com segurança e higiene, como acondicionar sobras de alimentos e como evitar desperdício.

Ganharam, assim, um diferencial para seduzir o cliente e estão lucrando com isso, conquistando credibilidade e espaço no mercado.

Essas empresas praticam um tipo de cooperação produtiva que resulta em integração e melhorias para todos.

“Os ganhos já estão aparecendo, mas o melhor é que ganhamos maior poder de barganha”, avalia José Carlos Chaves Barbosa, proprietário da Casa da Peixada.

No caso do consórcio de microcrédito, como não existem leis para esse tipo de arranjo, o Sebrae vai acompanhar e documentar a experiência para propor ao Banco Central a regulamentação.

Segundo Hélio Maia, da área de Crédito e Capitalização do Sebrae no Maranhão, o próximo Consórcio será criado no município de Pinheiro (MA), beneficiando um grupo de moveleiros assistido pelo Sebrae.

Espera-se criar nove grupos em todo o Maranhão.

Em São José de Ribamar, participam do consórcio a Casa da Peixada, Hotel Mar e Sol, Restaurante Mar e Sol, Terraço Lanches, Pizzaria Mar e Sol, Cabana da Praia e Irla Bar e Restaurante, concorrentes que hoje são aliados.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.