Investigação

Polícia Militar abre sindicância para apurar agressão a jovem em João Lisboa

Principal suspeito é um policial, lotado do 14º Batalhão da Polícia Militar.
Angra Nascimento / Imirante.com16/09/2020 às 22h55
Polícia Militar abre sindicância para apurar agressão a jovem em João LisboaAbraão foi socorrido em estado grave e encaminhado para o Hospital Municipal de Imperatriz. (Reprodução / Redes sociais)

JOÃO LISBOA – O comando do 14º Batalhão da Polícia Militar (BPM) abriu sindicância para apurar um caso de agressão a um jovem, identificado apenas pelo nome de Abraão, amplamente divulgado nas redes sociais, cujo principal suspeito é um policial militar da unidade, identificado como sargento Gilmar Antonio de Sousa. O caso aconteceu nessa quarta-feira (15), no bairro Invasão, em João Lisboa.

De acordo com as informações, o PM, que é vizinho da vítima, teria espancado Abraão após ele ter buzinado na porta sua casa para chamar sua esposa que se encontrava dentro de casa. Ao ouvir a buzina, o policial, irritado, teria saído de arma em punho, e iniciado o espancamento.

A vítima sofreu vários socos, a ponto de ficar desacordado, foi socorrida e levada em estado grave para o Hospital Municipal de Imperatriz. Segundo relado de familiares, Abraão corre o risco de perder a visão de um dos olhos.

Após a repercussão do caso, o comando da PM divulgou uma nota, afirmando que instaurou procedimento de sindicância para apurar o caso. Ressaltou que “em caso de comprovação de qualquer ato ilegal, será adotado procedimento de instauração de Inquérito Policial Militar”.

Veja a nota:

O comando do 14º BPM esclarece acerca dos fatos imputados a um policial militar da unidade, compartilhados em algumas mídias digitais.

Informa que, acerca dos fatos por ora noticiados, houve instauração de procedimento de sindicância, para apuração de todo ocorrido, obedecendo aos princípios do contraditório, ampla defesa e com a utilização dos meios e recursos inerentes previstos.

Em caso de comprovação de qualquer ato ilegal, será adotado procedimento de instauração de Inquérito Policial Militar.

Esclarece ainda que, o 14º Batalhão trabalha diuturnamente para garantir a paz e a segurança de toda população e que situações atípicas serão devidamente apuradas objetivando a adoção das medidas concernentes, para que seja mantido os princípios da moralidade, transparência, ética, respeito aos direitos humanos, proteção e promoção à dignidade da pessoa humana.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.