Homicídio qualificado

Mulher é presa acusada de matar o primo envenenado

Celma Lígia de Sousa Nunes estava foragida da Justiça há 18 anos.
Imirante.com06/09/2019 às 14h13
Mulher é presa acusada de matar o primo envenenadoCelma Lígia de Sousa Nunes, 47 anos. (Foto: Divulgação)

IMPERATRIZ - A Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da 10ª Delegacia Regional de Imperatriz, deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido em desfavor de Celma Lígia de Sousa Nunes, 47 anos, pelo crime de homicídio qualificado.

Leia também: Condenado acusado de matar ex-mulher envenenada

A mulher foi presa na manhã desta sexta-feira (6), na cidade de Imperatriz. Segundo a polícia, Celma é acusada de matar o primo, identificado como Honero dos Santos Dias.

Consta no inquérito policial, que Celma Lígia tinha um relacionamento com o primo, o qual foi assassinado por envenenamento. Celma estava foragida da Justiça há 18 anos.

Após ser capturada, Celma Lígia de Sousa Nunes foi levada para a sede da Delegacia Regional de Imperatriz, onde tomou ciência do mandado de prisão, e foi encaminhada para a Unidade Prisional, ficando à disposição da Justiça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.