Tráfico de drogas

PM é preso por suspeita de repasse de informações a traficantes

Nos áudios enviados pelo soldado Humberto Moura, conversando com um suposto traficante pelo aplicativo WhatsApp, ele repassa informações privilegiadas.
Tátyna Viana/Imirante.com21/11/2018 às 13h48
PM é preso por suspeita de repasse de informações a traficantes Soldado Humberto Júnior Moura Costa, lotado no 3º Batalhão de Polícia Militar em Imperatriz. (Foto: Divulgação)

IMPERATRIZ – O soldado Humberto Júnior Moura Costa, lotado no 3º Batalhão de Polícia Militar em Imperatriz desde 2014, está preso no quartel da PM pela suspeita de repassar informações do Serviço de Inteligência para uma pessoa que estaria envolvida com o tráfico de drogas.

Leia também:

Acusado de assassinato é condenado a 12 anos de prisão em Imperatriz

Morador de rua é assassinado com tiro na cabeça em Imperatriz

Em áudios divulgados no aplicativo de mensagens Whatsapp ele informa a uma pessoa não identificada, sobre o trabalho de investigação da PM e diz como faz pra colher informações com a equipe do Serviço Velado. Nos áudios o PM ainda se compromete em repassar novidades.

Segundo o coronel Arquimedes Brito, comandante do Policiamento da Área 3 (CPAI-3), a pessoa com quem o soldado conversava por áudio é um traficante de drogas de imperatriz, que está sendo monitorado pelo Serviço de Inteligência da PM.

"Através do Serviço de Inteligência, fazendo o monitoramento a traficantes da cidade chegamos a identificar a participação de apoio por parte de policias militares, e estamos investigando a participação de mais policiais. As pessoas que tiverem envolvimento e que forem da instituição vão ter que responder, vão ser responsabilizadas, não vamos ser coniventes com práticas criminosas", disse o comandante Brito.

O soldado Humberto ainda vai passar por audiência de custódia, e só então será decidido se haverá necessidade de transferência para o quartel de São Luís. Ele deve responder pelo crime de associação ao tráfico de drogas, na Justiça comum, e a um processo paralelo na Justiça militar.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.