Feminicídio

Garota de programa sofre tentativa de homicídio, após sair com cliente

Após pagamento, cliente golpeou a garota de programa no pescoço.
Imirante.com Imperatriz06/09/2018 às 11h16
Garota de programa sofre tentativa de homicídio, após sair com clienteO homem foi identificado como Pablo de Moraes Amaral, 22 anos. (Foto: divulgação)

IMPERATRIZ - Uma mulher, que não teve a identidade divulgada, sofreu uma tentativa de homicídio após um programa com um cliente que teria conhecido em um site de relacionamento. O homem foi identificado como Pablo de Moraes Amaral, 22 anos. O caso aconteceu na tarde dessa quarta-feira (5), no bairro Jardim São Luís, em Imperatriz.

De acordo com informações da Polícia Civil, eles marcaram um encontro por meio da internet, na casa de um amigo da vítima, no bairro Jardim São Luís. Após o encontro, o homem efetivou o pagamento no valor de R$ 300. Em seguida, ele tentou contra a vida da vítima, após golpeá-la com uma facada no pescoço.

Em depoimento a polícia, a mulher detalhou como tudo teria acontecido. Segundo o delegado regional, Eduardo Galvão: “ela desconfiou logo no início da conversa da conduta dele, porque ele a encheu de perguntas: se estaria só, onde seria o local, se haveria mais pessoas”, explica o delegado, lembrando que “a moça veio do Ceará, e teria sido alertada que tomasse o cuidado, porque havia uma espécie de maníaco na cidade, que contratava as garotas, e após a consumação do ato pago, ele as espancavam”.

Diante dessas informações, a mulher teria topado o programa, mas pediu para que fosse feito na casa de um amigo, e que este amigo ficasse no local. “Após pagar o programa e praticar o ato, o homem teria pedido um copo d’água. Foi o tempo de se armar com uma faca e golpeá-la no pescoço. Ela, maior do que ele, conseguiu travar uma luta corporal, sair do quarto e chamar outras pessoas que estavam na casa”, detalha o delegado.

Ainda despido, o homem tentou fugir, mas acabou sendo impedido até a chegada da polícia, e fooi conduzido para o Plantão Central da Polícia Civil. Na delegacia, ele foi autuado por tentativa de feminicídio e estupro.

Outros casos

Após este caso, outras três vítimas compareceram à delegacia para fazer o reconhecimento do agressor. Em dois casos ele teria topado as garotas de programa e mantido relações sexuais com elas desacordadas, o que configura estupro.

Noutro caso, após praticar o ato sexual, teria dado um tiro na boca da vítima, que mesmo ferida conseguiu fugir. Em todos os casos, segundo a polícia, as mulheres foram contratadas via site de relacionamento.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.