Mercado

Mercado da construção civil puxa alta na empregabilidade no mês de outubro

O mercado começou a reagir em setembro com a criação de 927 vagas na área.
Imirante.com25/11/2017 às 10h33
Mercado da construção civil puxa alta na empregabilidade no mês de outubroNo acumulado de 2017, já são 2.812 novos empregos criados. (Foto: Divulgação)

IMPERATRIZ – O mais recente Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, mostra que o Maranhão teve uma alta na empregabilidade no mês de outubro. Depois de meses em recessão, o mercado começou a reagir em setembro com a criação de 927 vagas na área da construção civil. No acumulado de 2017, já são 2.812 novos empregos criados.

Esse aumento já era esperado pelo Sindicato da categoria. Segundo o presidente, grandes obras ajudaram. “Temos obra aqui, que tem previsão duradoura. Agora, vamos esperar que de fato, isso se concretize na prática. Têm obras verticais, nosso empresariado local, ainda aposta no segmento da construção civil. Mesmo com um pouco de cautela, têm obras ainda sendo lançadas”, explica.

Os números colocam a cidade de Imperatriz como uma das principais na geração de emprego do Estado. Cidades como Campestre do Maranhão, Balsas e São Luís, também, aparecem no ranking. Segundo o Sindicato da Construção Civil, cerca de 3.500 pessoas de Imperatriz estão trabalhando de carteira assinada atualmente. Isso significa que, nos últimos meses, muito mais se contratou do que demitiu.

Outro fator importante são as facilidades de acesso à casa própria, que se reflete significativamente nas contratações. É que o número de empreendimentos voltados para a construção de casas continua crescendo. E, para obedecer aos prazos, é preciso reforçar a mão de obra. Mais da metade dos imóveis em construção foram vendidos pelo programa federal “Minha Casa, Minha Vida”.

“Automaticamente, a gente consegue aumentar o número de emprego devido às liberações do Governo Federal com os recursos do programa “Minha Casa, Minha Vida Três”. Então, isso proporciona que nós contratemos mais pessoas, que o mercado tenha mais empreendimentos disponíveis para venda, que os clientes comprem, e, ao mesmo tempo, a gente gera emprego na cidade e gera renda para a população”, ressalta o gerente comercial do Grupo Canopus, Igor Bastos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.